Topo

Ceará: polícia descobre galpão com 7.000 litros de combustível para ataques

Polícia Civil do Ceará
10.jan.2019 - Galpão armazenava 7.000 litros de combustível para ataques, segundo a polícia do CE Imagem: Polícia Civil do Ceará

Carlos Madeiro

Colaboração para o UOL, em Maceió

2019-01-10T19:30:36

10/01/2019 19h30

A Polícia Civil do Ceará localizou, nesta quarta-feira (9), um depósito clandestino de combustível no bairro Jangurussu, na periferia de Fortaleza. No local, foram encontrados cerca de 7.000 litros de líquidos inflamáveis armazenados em reservatórios de um litro e de 500 ml. Ninguém foi preso.

Segundo investigações da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado, o local estava sendo usado para distribuição do combustível para ser usado em ações criminosas contra prédios públicos e ônibus na capital.

A maioria dos ataques realizados até o momento foi feita com combustível, que serviu para incêndios em veículos e prédios públicos e privados.

Os policiais civis chegaram ao depósito, na tarde de hoje, após receberem denúncia anônima por meio do serviço do Whats-Denúncia.

A polícia informou que está em diligências para encontrar os responsáveis pelo material clandestino e pelo terreno.

Mais de 170 ações criminosas foram contabilizadas até o novo dia de ataques no estado. Ao todo, 277 foram presas em todo o estado.