Conteúdo publicado há 4 meses

Hamas anuncia que trégua com Israel está prorrogada dois dias

O grupo extremista Hamas confirmou a extensão por dois dias na trégua com Israel em Gaza. O acordo de troca entre reféns terminaria hoje.

O que aconteceu

Hamas e Israel iniciaram trégua na sexta-feira (24) para a troca de reféns. Seriam três prisioneiros palestinos para cada refém israelense liberto. Cerca de 50 crianças e mulheres mantidas reféns em Gaza deverão ganhar a liberdade nos quatro dias de cessar-fogo.

A extensão do acordo foi confirmada pelo Hamas nesta segunda-feira (27) em anúncio publicado no canal de informações do grupo no Telegram.

O Ministério das Relações Exteriores do Qatar, mediador do acordo, confirmou a decisão: "Um acordo foi alcançado para estender a trégua humanitária por mais dois dias na Faixa de Gaza", disse Majed Al Ansari, porta-voz da pasta, em um post no X.

Israel confirmou ter recebido a lista com os 11 reféns que serão libertados nesta segunda-feira (27), quando a guerra entra no 52º dia.

O Hamas declara que concordou com o Qatar e o Egito em prolongar a trégua humanitária temporária por mais dois dias, nas mesmas condições alcançadas anteriormente.
Hamas, em comunicado no Telegram

Hamas libertou 47 reféns até o momento

Até o momento, o Hamas já libertou 47 reféns entre os previstos no acordo. Todos tinham sido sequestrados no dia 7 de outubro.

O grupo extremista libertou 17 reféns no domingo (26), terceiro dia de trégua na guerra com Israel. Foram 13 israelenses, três tailandeses e um russo entregues ao Comitê Internacional da Cruz Vermelha. Israel, em troca, soltou outros 39 prisioneiros palestinos.

Continua após a publicidade

Outros 17 reféns foram soltos no sábado (25), no segundo dia da trégua, sendo 13 israelenses e 4 tailandeses. Em troca, 39 palestinos que estavam detidos em Israel voltaram à Cisjordânia.

Na sexta-feira (24), foram 13 reféns israelenses liberados. Além deles, 10 tailandeses e um filipino que também foram libertados no primeiro dia de acordo. Do lado israelense, 39 prisioneiros palestinos, sendo 24 mulheres e 15 adolescentes foram libertados.

Deixe seu comentário

Só para assinantes