'Carajo', gesto obsceno e risadas: como foi a posse de Milei em fotos

Javier Milei foi oficialmente empossado no cargo de presidente da Argentina neste fim de semana, numa cerimônia que teve a ex-vice-presidente Cristina Kirchner mostrando o dedo do meio para opositores, a presença do ex-presidente Jair Bolsonaro e até do presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, apesar do conflito contra a Rússia.

Abaixo, algumas curiosidades do que rolou na cerimônia do novo presidente da Argentina.

O dedo de Cristina

Cristina Kirchner mostra o dedo do meio para apoiadores de Milei ao chegar ao Congresso
Cristina Kirchner mostra o dedo do meio para apoiadores de Milei ao chegar ao Congresso Imagem: Reprodução/TN

A ex-vice-presidente Cristina Kirchner foi alvo de muitas vaias de apoiadores do ultradireitista Milei ao chegar no Congresso do país, para a cerimônia de posse. Ela, então, acenou e mandou beijos para apoiadores. Quando ficou de costas, mostrou o dedo do meio para correligionários do presidente recém-empossado.

Risada entre Milei e Cristina Kirchner

 Ex-vice-presidente da Argentina Cristina Kirchner (esq.) e Javier Milei (dir.), atual presidente do país, riem durante cerimônia de posse
Ex-vice-presidente da Argentina Cristina Kirchner (esq.) e Javier Milei (dir.), atual presidente do país, riem durante cerimônia de posse Imagem: Alejandro Pagni/AFP

Apesar da hostilidade por parte de apoiadores de Milei, Cristina e o presidente eleito eram só risos. Em um momento da cerimônia, a ex-vice-presidente aponta para o bastão presidencial, faz um comentário e ambos começam a rir.

Não dá para entender exatamente o que os dois conversam. No entanto, a provável razão tem relação com o fato de Milei ter pedido para gravar o rosto de seus cachorros clonados.

Continua após a publicidade

Carajo em livro no Congresso

Javier Milei escreveu palavrão em livro do Congresso da Argentina ao tomar posse
Javier Milei escreveu palavrão em livro do Congresso da Argentina ao tomar posse Imagem: Reprodução

Milei escreveu no livro do Congresso assinado por todos os presidentes do país: "Viva la libertad, carajo!" (que significa literalmente "Viva a liberdade, caralho"). Este, inclusive, foi o lema de campanha do presidente recém-empossado. Apesar de ter o mesmo significado que em português, com o tempo o termo perdeu o valor de obscenidade.

Presença de Bolsonaro

Bolsonaro cumprimenta Milei após posse em Buenos Aires
Bolsonaro cumprimenta Milei após posse em Buenos Aires Imagem: Luis Robayo/AFP
Continua após a publicidade

O ex-presidente Jair Messias Bolsonaro esteve presente na cerimônia de posse de Javier Milei. Movimento foi visto como uma forma de antecipar a campanha eleitoral, segundo o colunista do UOL Tales Faria.

O presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, enviou o chanceler, Mauro Vieira, para a posse. Lula foi alvo de críticas de Milei durante a campanha.

Bolsonaro fora de foto com chefes de Estado

Foto de Javier Milei (centro), presidente da Argentina, com outros chefes de Estado
Foto de Javier Milei (centro), presidente da Argentina, com outros chefes de Estado Imagem: Argentina via Reuters

Segundo apuração da Folha de S. Paulo, Bolsonaro quis posar para a foto oficial do presidente argentino com outros chefes de Estado, porém foi barrado. Mandatários de países da região protestaram contra a presença do ex-presidente brasileiro. Fabio Wajngarten, que foi secretário de Bolsonaro e o acompanhava na comitiva, disse que não houve saia justa com presidentes de países sul-americanos.

Presença de Zelensky

Zelensky cumprimenta Milei após posse na Argentina
Zelensky cumprimenta Milei após posse na Argentina Imagem: Agustin Marcarian/Reuters
Continua após a publicidade

Mesmo em guerra com a Rússia, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, esteve presente na posse de Milei. Para o presidente recém-empossado, Zelensky deu um candelabro de 9 braços, um dos símbolos do judaísmo. Apesar de católico, Milei tem grande simpatia pela religião judaica.

Discurso para apoiadores

Javier Milei em discurso de posse para a população Argentina em frente ao Congresso
Javier Milei em discurso de posse para a população Argentina em frente ao Congresso Imagem: Luis Robayo/AFP

Em vez de fazer um discurso inaugural no Congresso da Argentina, o presidente resolveu falar das escadarias do local para seus apoiadores. Ele disse que a economia "vai piorar no curto prazo com ajuste fiscal duro" e que "não dá dinheiro" para grandes investimentos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes