Topo

Corinthians se manifesta contra queimadas na Amazônia

Em campanha, Corinthians colocou escudo em preto e branco e simulou fogo no mapa do Brasil - Reprodução
Em campanha, Corinthians colocou escudo em preto e branco e simulou fogo no mapa do Brasil Imagem: Reprodução

do UOL, em São Paulo

22/08/2019 14h36

O Corinthians se manifestou, em sua conta oficial no Twitter, contra o desmatamento e as queimadas na Amazônia.

Na tarde de hoje, o clube publicou um vídeo em que mostra parte da silhueta do mapa do Brasil, que faz parte do escudo da equipe, em chamas. Além disto, o símbolo aparece em preto e branco - quando, na verdade, possui detalhes em vermelho na versão original.

Também é possível ver uma espécie de fumaça saindo do local onde fica a região amazônica - ao norte do país. No vídeo, há o som de algo pegando fogo.

Na legenda, o Corinthians publicou duas hashtags: #RezePelaAmazônia e #PrayForAmazonia.

Rapidamente, a mensagem viralizou e foi apoiada pela maior parte dos internautas. Uma foto de Romarinho - ex-jogador do clube - com uma camisa de campanha em prol do meio ambiente também foi lembrada por um seguidor do Timão.

Desmatamento se relaciona com queimadas

Em agosto deste ano, até o dia 20, foram 23 mil focos de incêndio na Amazônia --mais de mil por dia. Em 2005, quando a Amazônia teve recorde de queimadas, foram 51.457. Entretanto, há um diferença significativa: neste mês não há uma seca extrema, como houve naquele ano, que contribuísse decisivamente para alastrar o fogo.

"Na Amazônia brasileira, as taxas de desmatamento estão intimamente ligadas à incidência de fogo, que é uma das principais ferramentas usadas para desmatar. O desmatamento na Amazônia só piora o ciclo de destruição anunciado pela crise climática que nos bate à porta", afirma Danicley Aguiar, da campanha Amazônia do Greenpeace.

Segundo a entidade, de janeiro a 20 de agosto, o número de queimadas na região foi 145% superior ao registrado no mesmo período de 2018.

Mais Meio Ambiente