Topo

Pronunciamento de Bolsonaro gera relatos de panelaço em redes sociais

Do UOL, em São Paulo

23/08/2019 21h13Atualizada em 24/08/2019 13h24

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro se pronunciava em rede nacional sobre as queimadas na Amazônia, na noite de hoje, as redes sociais eram tomadas por relatos de panelaço, em protesto, com vídeos que indicavam terem sido feitos em várias cidades do país, entre elas São Paulo, Brasília, Recife, Salvador, Goiânia, Belo Horizonte, Porto Alegre e Rio de Janeiro.

A hashtag #panelaço chegou à primeira posição na relação de assuntos mais comentados no Twitter.

Em seu discurso, Bolsonaro afirmou que os incêndios florestais, como as queimadas que atingem a região amazônica, ocorrem em todo o mundo e não podem "servir de pretexto para sanções internacionais". Apesar de o governo ter anunciado previamente que medidas para conter os incêndios seriam anunciadas, o pronunciamento não trouxe nenhuma menção a providências concretas.

Além dos relatos e vídeos, também foram muitas as postagens de imagens da ex-presidente Dilma Rousseff (alvo de panelaços na época da votação de seu impeachment, em 2016) sorrindo ou com panelas na mão e pedidos pela preservação da Floresta Amazônica e pela saída de Bolsonaro do governo.

"Gostou do panelaço, presidente", postou um internauta. "Brasileiros abrindo os olhos", postou outro. Também houve reações em defesa do presidente. "E daí? O que é um panelaço de um bando de idiotas inúteis perto de 67 milhões de votos que elegeram ele presidente do Brasil", questionou uma internauta.

Veja algumas manifestações:

Bolsonaro fala sobre queimadas na Amazônia e evoca soberania nacional

UOL Notícias

Meio Ambiente