PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Conteúdo publicado há
15 dias

Bombeiros encontram sucuri de 5 metros carbonizada após incêndios em MS

Sucuri-verde tinha cerca de cinco metros e 80 kg - Reprodução/ Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul
Sucuri-verde tinha cerca de cinco metros e 80 kg Imagem: Reprodução/ Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul

Do UOL, em São Paulo

13/07/2021 18h46Atualizada em 13/07/2021 18h46

No último domingo (11), durante o combate aos incêndios florestais na região de Bonito, no Mato Grosso do Sul, militares do Corpo de Bombeiros do estado encontraram uma sucuri-verde de mais de 5 metros carbonizada.

O animal não conseguiu escapar das chamas das queimadas dessa nova temporada de seca na região próxima ao Pantanal, quase um ano após os intensos incêndios que atingiram o bioma em 2020.

A sucuri morta foi encontrada por militares que estão no combate das chamas na Operação Panemorfi.

"[Estávamos] Fazendo vistoria nas proximidades da fazenda São João, na região de Bonito. [...] Nos deparamos com essa sucuri, um animal de aproximadamente cinco metros e cerca de 80 quilos, que infelizmente não conseguiu se livrar das chamas. Lamentável", disse o capitão Valdeck de Siqueira Santos em vídeo publicado nas redes sociais dos Bombeiros.

Ao UOL, o CBMMS (Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul) disse que os incêndios sob responsabilidade de combate com a Operação Panemorfi, que abrange uma região entre os municípios sul-mato-grossenses de Bonito e Jardim, foram controlados.

"No entanto, os Bombeiros seguem na região fazendo trabalhos de rescaldo e monitoramento", afirmou a assessoria.

'Perda enorme'

A ONG Instituto SOS Pantanal repostou em seu perfil no Instagram as imagens da sucuri carbonizada.

foto 1 - Reprodução/ Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul - Reprodução/ Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul
Temporada de queimadas é favorecida pelo tempo seco em que fauna e flora são prejudicadas
Imagem: Reprodução/ Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul

Eles informaram que sucuris demoram anos para crescerem e raramente atingem o tamanho reportado pelos militares dos Bombeiros, de cinco metros.

"A morte de um animal desse porte é uma perda enorme para a biodiversidade", alertaram.

Eles ainda reforçaram que a região de Bonito e seu entorno, inclusive o Parque Nacional da Serra da Bodoquena, representa um grande santuário para a sucuri-verde, uma das maiores espécies de serpentes do mundo.

Decretos

Hoje o governo estadual do Mato Grosso do Sul publicou dois decretos que declaram situação de emergência em todo estado, como parte de ações preventivas.

foto 2 - Reprodução/ Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul - Reprodução/ Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul
Imagem da Operação Panemorfi, uma das duas operações ativas para combater incêndios em MS
Imagem: Reprodução/ Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul

O primeiro está relacionado à estiagem e o segundo aos incêndios florestais em qualquer tipo de vegetação.

No momento há duas operações ativas para o combate de incêndios florestais no estado.

São elas a já citada Operação Panemorfi e a Operação Hefesto, no Pantanal, que conta com 79 militares e 15 veículos traçados.

As equipes estão acampadas em fazendas e em pontos estratégicos para poder monitorar e combater as chamas.

Meio Ambiente