PUBLICIDADE
Topo

Após afirmar que governo terá mulher, Bolsonaro diz não se preocupar com sexo da equipe

Guilherme Mazieiro e Gustavo Maia

Do UOL, em São Paulo

07/11/2018 12h37Atualizada em 07/11/2018 13h03

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), escreveu neta quarta-feira (7), em seu perfil do Twitter, que não se preocupa com o sexo, cor ou sexualidade dos membros que integrarem seu governo. Até o momento, Bolsonaro anunciou apenas homens para os ministérios e disse que sua equipe de transição, coordenada por Onyx Lourenzoni (DEM), terá mulheres.

"Não estou preocupado com a cor, sexo ou sexualidade de quem está na minha equipe, mas com a missão de fazer o Brasil crescer, combater o crime organizado e a corrupção, dentre outras urgências", escreveu Bolsonaro.

Não estou preocupado com a cor, sexo ou sexualidade de quem está na minha equipe, mas com a missão de fazer o Brasil crescer, combater o crime organizado e a corrupção, dentre outras urgências.

Em seguida, o capitão da reserva escreveu outra mensagem criticando os questionamentos da imprensa sobre o tema. "Algum jornalista acha mesmo que vou sair perguntando o que cada um faz na sua intimidade para indicar a cargos no governo? Isso é uma grande piada!", postou.

Nesta terça-feira (6), ao ser indagado pela imprensa se nomeará alguma mulher para ministérios, Bolsonaro ironizou: "Você quer perguntar se vai ter algum homossexual? Eu não sei", disse, rindo em seguida.

Depois, afirmou que "com certeza" teria uma mulher entre os ministros. "Por exemplo, dos cinco que já temos definidos, é o caso tirar um desses para colocar uma mulher no lugar dele só porque é mulher? Tem 10, 12 vagas em aberto. Pode ser que... pode ter... com toda certeza vai ter."

Política