PUBLICIDADE
Topo

Caso Queiroz: MP faz buscas em casa de funcionária de Flávio Bolsonaro

O senador Flávio Bolsonaro - Reprodução
O senador Flávio Bolsonaro Imagem: Reprodução

Igor Mello

Do UOL, no Rio

18/06/2020 08h30

O MP-RJ (Ministério Público do Rio) cumpriu na manhã de hoje mandado de busca e apreensão em imóvel de uma funcionária do gabinete do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). Alessandra Esteves Marins também é ex-assessora do parlamentar à época que ele era deputado estadual na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro).

O imóvel fica em uma vila no bairro Bento Ribeiro, na zona norte do Rio. A ação faz parte da Operação Anjo, que prendeu Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

O MP-RJ apura o suposto esquema de rachadinha no gabinete de Flávio, filho mais velho do presidente, no período em que ele foi deputado na Alerj.

Segundo as investigações, há indícios de que funcionários do gabinete repassavam parte de seus salários para Queiroz entre 2007 —quando o ex-assessor foi nomeado por Flávio— até 2019. O MP-RJ investiga a possível prática dos crimes de organização criminosa, peculato e lavagem de dinheiro.

Além de Queiroz e de Alessandra, a Operação Anjo também mira o servidor da Alerj Matheus Azeredo Coutinho; a ex-funcionária de Flávio na Alerj Luiza Paes Souza e o advogado Luis Gustavo Botto Maia.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado na primeira versão desta reportagem, a casa onde o Ministério Público cumpriu mandado de busca e apreensão não tem ligação com Jair Bolsonaro. O imóvel alvo da ação fica próximo a uma casa declarada pelo presidente à Justiça Eleitoral. A informação foi corrigida.

Política