PUBLICIDADE
Topo

Política

STF definirá no plenário virtual se Bolsonaro pode depor por escrito

Decisão sobre depoimento de Bolsonaro será remetida ao plenário virtual do Supremo - Reprodução/TV Justiça/YouTube
Decisão sobre depoimento de Bolsonaro será remetida ao plenário virtual do Supremo Imagem: Reprodução/TV Justiça/YouTube

Felipe Amorim

Do UOL, em Brasília

23/09/2020 20h07

O ministro Marco Aurélio Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), decidiu remeter para julgamento pelo plenário virtual a decisão sobre se o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deverá prestar depoimento presencialmente ou por escrito à Polícia Federal.

O julgamento será realizado entre os dias 2 e 9 de outubro. No plenário virtual os ministros depositam os votos no sistema eletrônico do tribunal.

O depoimento de Bolsonaro é uma das últimas etapas no inquérito em que o presidente é investigado sob a acusação de tentar interferir na Polícia Federal para beneficiar familiares.

A investigação foi aberta após o ministro Sergio Moro deixar a pasta da Justiça afirmando que o presidente tentou interferir no comando da PF.

O ministro Celso de Mello, relator do inquérito no STF, determinou que Bolsonaro prestasse depoimento presencialmente.

A defesa do presidente, por meio da AGU (Advocacia-Geral da União), recorreu contra a decisão, pedindo o direito de depor por escrito, e a análise do recurso coube ao ministro Marco Aurélio.

Marco Aurélio suspendeu o prazo para a realização do depoimento e remeteu a definição do caso para julgamento pelo plenário do STF, composto pelos 11 ministros.

Política