PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Girão acusa Renan de parcialidade e cobra equilíbrio na CPI da Covid

Eduardo Girão falou sobre a CPI da Covid em entrevista a CNN Brasil - Agência Diário
Eduardo Girão falou sobre a CPI da Covid em entrevista a CNN Brasil Imagem: Agência Diário

Colaboração para o UOL

10/05/2021 18h01

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) acusou o relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), de agir com parcialidade durante o depoimento dos ex-ministros da saúde Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e o atual ministro Marcelo Queiroga.

"Ficou muito evidente que o relator teve uma postura diferente quando estava fazendo o depoimento do ministro Mandetta. Praticamente um jogo de combinado de perguntas e respostas", explicou o senador Girão, hoje, em entrevista à CNN Brasil.

O parlamentar, que faz parte da base de apoio do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou que a conduta de Calheiros demonstrou parcialidade durante a Comissão Parlamentar de Inquérito e cobrou por equilíbrio na CPI da Covid.

"Indicou um pouco de parcialidade. Na questão de perguntas, se não era uma resposta que ele queria, ele já cortava. Isso tira a credibilidade dessa CPI e o que o povo brasileiro espera que seja uma coisa séria. E esse é o nosso objetivo dentro da comissão."

Críticas a Bolsonaro

O senador criticou a postura de Bolsonaro na gestão da pandemia de Covid-19 e considerou que o presidente errou na condução de controle à doença.

"Eu acredito que existe erro, sim. A gente vê. Inclusive, o pedi o relatório da Presidência da República como requerimento, para que a gente possa ver essas andanças do presidente aqui em Brasília, causando aglomeração, sem uso de máscara", disse o senador.

Política