PUBLICIDADE
Topo

Política

Com veraneio cinza, "veteranos da Rota" se reúnem para ato na Paulista

Veteranos da Rota saem em carreata até a paulista com uma antiga viatura, a veraneio cinza - Leonardo Martins/UOL
Veteranos da Rota saem em carreata até a paulista com uma antiga viatura, a veraneio cinza Imagem: Leonardo Martins/UOL

Leonardo Martins

Do UOL, em São Paulo

07/09/2021 11h18

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e "veteranos da Rota [Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar]" se reuniram na manhã de hoje diante do batalhão da tropa de elite da Polícia Militar de São Paulo, na zona norte da capital, para seguir em carreata até a manifestação a favor da atual gestão que acontece na avenida Paulista, na zona oeste.

Há aproximadamente 80 pessoas, que ensaiam gritos de guerra e tiram fotos com viaturas da PM e com uma antiga viatura da Rota, a veraneio cinza. O protesto é organizado por pessoas que se identificam como ex-membros do batalhão, que é um dos mais letais do estado de São Paulo.

Cartaz sobre uma antiga viatura da Rota, a veraneio cinza - Leonardo Martins/UOL - Leonardo Martins/UOL
Cartaz sobre uma antiga viatura da Rota, a veraneio cinza
Imagem: Leonardo Martins/UOL

De camisas polo amarelas com uma identificação de "veteranos da Rota", os homens também hasteiam bandeiras do Brasil e cartazes em apoio a Bolsonaro. Outros também tiram fotos em frente ao emblema da Rota, na avenida Tiradentes.

No topo do carro de som, o ex-comandante da Rota, Ricardo Augusto Nascimento de Mello Araújo, coordena os cantos das pessoas presentes. Ele ajudou a organizar o ato e estimulou PMs da reserva a comparecerem às manifestação.

O deputado estadual e também ex-membro da Rota, major Dimas Mecca Sampaio, também está presente na carreata.

Avante veteranos, a mais uma missão/ Apoio a Bolsonaro, presidente da nação."
Grito ensaiado pelos veteranos

O coronel Mello Araújo também ensinou os presentes a baterem continência após o grito de "apresentar armas". O cartaz no trio elétrico diz que "nós, veteranos da Polícia Militar e forças de segurança estamos com presidente Bolsonaro em busca de um país melhor e mais justo para todos", também acompanhado, logo abaixo, de uma tradução para o inglês.

Ao menos sete viaturas da PM estão policiando o local. Ao todo, são mais de dez agentes da ativa protegendo o local.

Verde e amarelo, nossa bandeira/ Garantiremos que nunca será vermelha."
Grito ensaiado pelos veteranos

Do batalhão, os organizadores pediram para os presentes pegarem o metrô e descerem na estação Paraíso, próximo a Paulista, para que se encontrem no local e sigam juntos, caminhando, até o meio da avenida.

Política