PUBLICIDADE
Topo

Política

Moraes nega pedido da defesa e mantém prisão de Roberto Jefferson

Em parecer, PGR pede que Roberto Jefferson siga preso - Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Em parecer, PGR pede que Roberto Jefferson siga preso Imagem: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Rafael Neves

Do UOL, em Brasília

16/12/2021 15h53

O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), negou hoje um pedido de soltura do ex-deputado Roberto Jefferson, preso desde agosto. Em despacho emitido hoje à tarde, Moraes afirmou que a manutenção da prisão é "necessária e imprescindível à garantia da ordem pública e à instrução criminal".

Jefferson já teve negados pelo Supremo outros pedidos de soltura, o mais recente no final de novembro. Desta vez, Moraes não apenas manteve a prisão de Jefferson como também o afastamento do político da presidência do PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), determinado há mais de um mês e válido por 180 dias.

De acordo com Moraes, o afastamento de Jefferson da presidência do PTB serve "para cessar a utilização de dinheiro público na continuidade da prática de atividades ilícitas". Segundo o ministro, o ex-deputado vinha usando a estrutura da legenda para promover ataques à democracia. Jefferson é investigado no inquérito que apura as atividades de milícias digitais.

Com problemas de saúde, Jefferson chegou a ser hospitalizado e, mais tarde, internado no presídio de Bangu 8. A defesa chegou a pedir prisão domiciliar com base no estado de saúde do ex-deputado, mas não teve sucesso.

Política