Conteúdo publicado há 2 meses

Dino tem piso de 50 votos para aprovação do Senado, estima relator

O relator da indicação de Flávio Dino ao Supremo Tribunal Federal (STF), senador Weverton Rocha (PDT-MA), afirmou que o ministro tem um piso de 50 votos para garantir a aprovação de seu nome no Senado.

Eu tenho dito que o candidato a ministro Flávio Dino parte de um piso de 50 colegas senadores e acredito que ele tem um teto de 62 votos. Senador Weverton Rocha (PDT-MA)

Então você consegue aí, dentro desse universo, trabalhar com uma possibilidade de construir um número ideal, necessário para ele passar pelo plenário do Senado Federal e, consequentemente, seu nome ser aprovado e ele poder ir para o Supremo Tribunal Federal. Senador Weverton Rocha (PDT-MA)

O relator comenta sobre os críticos da indicação do presidente Lula para assumir vaga no STF.

No mínimo, os que não concordam com a indicação do nome do Flávio Dino têm direito de não concordar. Até porque estamos em uma casa que é composta de partidos. Partidos já [...] são partes, e estas partes nem sempre vão concordar com o que está posto na pauta. Senador Weverton Rocha (PDT-MA)

Por isso que nós somos uma casa bicameral. Em muitos assuntos do Legislativo, uma casa revisa a outra. Não o caso das indicações [do STF] que é exclusivo do Senado Federal. Senador Weverton Rocha (PDT-MA)

Para o relator, opositores não gostarem de Flávio Dino faz parte do jogo político, mas acredita que isso não deve invalidar o currículo do indicado.

O nome do Flávio Dino, o opositor dizer que não gosta dele, cometer algum ato de gordofobia, achar que ele é muito protagonista e muito duro, tudo isso está no jogo. Senador Weverton Rocha (PDT-MA)

Agora, colocar uma pessoa que foi magistrado por 12 anos, [...] foi desembargador convocado por dois anos, fez parte da assessoria do presidente do STF. É notório que Flávio Dino tem notável saber jurídico [reconhecido] por todas as instâncias. Senador Weverton Rocha (PDT-MA)

Continua após a publicidade

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em duas edições: às 10h com apresentação de Fabíola Cidral e às 17h com Diego Sarza. O programa é sempre ao vivo.

Quando: De segunda a sexta, às 10h e 17h.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Veja a íntegra do programa:

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes