Topo

Em Brasília, ato apoia Bolsonaro e Moro e critica Congresso e 'lagosta' do STF

Amanda Pupo

Brasília

26/05/2019 11h25Atualizada em 26/05/2019 15h18

Em ato programado para acontecer em frente ao Congresso Nacional, em Brasília, em apoio às pautas do governo Bolsonaro, uma multidão de manifestantes caminha em direção à Praça dos Três Poderes na manhã deste domingo (26).

Os manifestantes estão acompanhados de trios elétricos, identificados pelos movimentos Limpa Brasil e Direita Brasil. Também já há pessoas concentradas em frente ao Parlamento.

Entre os apoiadores, em grande parte vestidos com roupas em cores verde e amarelo, pessoas carregam bandeiras do Brasil e também estampadas com o rosto do presidente Jair Bolsonaro.

Faixas pedem aprovação de pautas do Executivo pelo Congresso, como a aprovação da reforma da Previdência e do projeto anticrime e anticorrupção do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

De cima do trio identificado pelo Movimento Limpa Brasil, um homem no microfone defende essas pautas e também aprovação da reforma administrativa, que diminuiu o número de ministérios, e ainda a instauração da CPI da Lava Toga, comissão parlamentar de inquérito para investigar o "ativismo judicial" em tribunais superiores.

Há pouco, de cima de um dos trios, uma mulher pediu para que pessoas se oferecessem para vestir uma roupa de "lagosta do STF". O Supremo Tribunal Federal foi alvo de polêmica recente em função de um edital que prevê refeições com lagosta e vinhos com premiação internacional.

Atos pró-governo ocorrem em vários estados

UOL Notícias

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Política