Topo

Vietnã retira 600 mil pessoas para chegada do tufão Haiyan

Do Vietnã

2013-11-10T05:28:00

10/11/2013 05h28

As autoridades do Vietnã retiraram cerca de 600 mil pessoas diante da chegada do tufão Haiyan, que deixou um rastro de desolação na região central das Filipinas e que atinge neste domingo (10) o litoral vietnamita, informaram fontes oficiais.

"Evacuamos mais de 174 mil casas, equivalentes a mais de 600 mil pessoas", indicou um relatório do Departamento de Controle de Inundações e Tempestades vietnamita.

Por enquanto, pelo menos oito pessoas morreram no Vietnã, segundo a agência oficial chinesa  "Xinhua". Elas faziam parte de um grupo de 26 pessoas que participava de um curso de uma comunidade universitária em um parque geológico próximo à costa nordeste da ilha.

No sábado (9), eles foram atingidos por três grandes ondas de oito metros de altura, que empurraram 16 pessoas para o mar.

Após horas de operação de resgate, as equipes de salvamento locais confirmaram a morte da metade das vítimas, enquanto as demais estão sendo tratadas após sofrerem ferimentos.

Já a diretora da organização CARE, Claudia Futterknecht, ao canal australiano "ABC", informou que outras quatro pessoas morreram enquanto preparavam suas casas para a chegada do fenômeno meteorológico.

 

Haiyan

O Haiyan se dirige, após mudar de rumo, às províncias do norte e noroeste com uma velocidade de 35 km/h, indicou o escritório meteorológica do Vietnã.

O tufão, que em sua passagem pelas Filipinas atingiu sua máxima potência, perdeu força durante seu trajeto pelo Mar do Sul da China até que o departamento vietnamita o rebaixou para o nível de potência 1, o mais baixo da escala.

O primeiro-ministro vietnamita, Nguyen Tan Dung, declarou na sexta-feira (8) após uma reunião de emergência que apesar de o tufão chegar debilitado, ainda tem força para "complicar" a situação por isso que foram tomadas medidas de segurança para "limitar as consequências em termos humanos e materiais".

A companhia aérea estatal Vietnan Airlines confirmou que 62 de seus voos foram cancelados devido ao temporal.

Mais Notícias