Topo

Turquia afirma que companheira de terrorista francês se hospedou em Istambul

Do UOL, em São Paulo

12/01/2015 19h51

Hayat Boumedienne, mulher e suposta cúmplice do terrorista francês Amedy Coulibaly, hospedou-se em Istambul e depois viajou para a Síria, confirmou nesta segunda-feira (12) o governo turco.

A mulher chegou à Turquia a partir de Madri em 2 de janeiro, ficou em um hotel e em 8 de janeiro continuou sua viagem rumo à Síria, segundo o ministro das Relações Exteriores, Mehmet Çavusoglu.

"A esposa de Coulibaly veio para a Turquia de Madri. Temos imagens dela no aeroporto. Depois ficou, junto com outra pessoa, em um hotel em Kadikoy (Istambul), e em 8 de janeiro viajou para Síria. Isto fica claro com os registros telefônicos", disse o ministro.

Segundo o jornal turco "Hurriyet", Boumedienne permaneceu dois dias no hotel Bade, em Kadikoy, no lado asiático de Istambul, e depois foi para Akçakale, cidade fronteiriça no sudeste do país, de onde atravessou para a Síria.

A suposta jihadista viajou na companhia de um homem chamado Mehdi Sabri Belhoucine, e ambos saíram do hotel apenas duas vezes durante sua estadia em Istambul, de acordo com o jornal "Haberturk".

O "Hurriyet" afirmou que os serviços secretos turcos têm provas de que Boumedienne se encontra agora na Síria, onde teria entrado de forma ilegal. (Com EFE)

Mais Internacional