PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: Mulher é agredida por defender amiga chinesa de ataque racista

Rua onde Meera foi agredida Birmingham, na Inglaterra - Reprodução/Google Street View
Rua onde Meera foi agredida Birmingham, na Inglaterra Imagem: Reprodução/Google Street View

Do UOL, em São Paulo

24/02/2020 08h12

Uma mulher foi espancada e ficou inconsciente depois de defender sua amiga chinesa de um ataque racista por causa do coronavírus na Inglaterra. A advogada Meera Solanki comemorava seu aniversário de 29 anos em um bar em Birmingham quando sua amiga Mandy Huang, de 28, foi alvo de ofensas um grupo de homens.

Meera disse que ela e os amigos decidiram deixar o local, mas um dos homens seguiu o grupo. "Por alguma razão, ele ficou realmente bravo com ela (Mandy) e começou a chamá-la de "p..." suja, disse ela, segundo o Daily Mail. "Ele disse: 'pegue seu coronavírus e leve de volta para casa."

A advogada contou que ficou chocada com as agressões e gritou para o homem parar enquanto tentava afastá-lo."Ele me deu um soco na cabeça, eu bati na calçada e fiquei inconsciente", disse.

A jovem foi levada ao hospital, onde foi diagnosticada com concussão. "Fiquei chocada e horrorizada com seu comportamento agressivo e palavras horríveis. Enquanto eu estava inconsciente, ele continuou ameaçando meus amigos antes de ir embora calmamente com seu grupo de amigos que não fizeram nada para detê-lo ou me ajudar."

A polícia de West Midlands fez um apelo para encontrar o agressor.

Coronavírus liga alerta pelo mundo

Internacional