PUBLICIDADE
Topo

Política

Mendes Júnior entra com pedido de recuperação judicial

Obras no complexo do Comperj, no Rio de Janeiro, alvo de investigações da Lava Jato - Vanderlei Almeida/AFP Photo
Obras no complexo do Comperj, no Rio de Janeiro, alvo de investigações da Lava Jato Imagem: Vanderlei Almeida/AFP Photo

Carlos Eduardo Cherem

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

08/03/2016 18h01

Envolvida nas investigações da Operação Lava Jato, a empreiteira Mendes Júnior pediu recuperação judicial nesta segunda-feira (7). O processo foi entregue ao juiz da 1ª Vara Empresarial de Belo Horizonte, Ronaldo Claret de Moraes, que vai avaliar se autoriza ou não a solicitação da empreiteira. De acordo com o Fórum Lafayette, não há prazo para o juiz apreciar e decidir no processo.

O UOL tentou contato com a assessoria de imprensa da Mendes Júnior, mas a empresa não comentou o assunto até o momento.

De acordo com o Fórum, o juiz vai analisar os documentos entregues pelos advogados da companhia, relacionando seu endividamento. Caso verifique que a documentação está completa, o magistrado pode dar o despacho que autoriza a recuperação. O Fórum Lafayette não soube informar o valor da dívida da empreiteira.

Diretores ligados à construtora foram denunciados a partir da 7ª fase da operação, deflagrada em novembro de 2014, que investigou irregularidades em contratos da Petrobras com empreiteiras.

Em novembro do ano passado, a Justiça Federal do Paraná, condenou os principais executivos da companhia, entre eles o ex-vice presidente da empreiteira, Sérgio Cunha Mendes, condenados a 19 anos de prisão, por lavagem de dinheiro e associação criminosa.

O processo teve por objeto contratos e aditivos da Mendes Júnior com a Petrobras na Refinaria de Paulínia (Replan), na Refinaria Getúlio Vargas (Repar), no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), no Terminal Aquaviário Barra do Riacho, na Refinaria Gabriel Passos, e nos Terminais Aquaviários de Ilha Comprida e Ilha Redonda.

Política