Lindbergh diz que PT pode usar gravações de Lula em campanha caso ele seja preso

Bernardo Barbosa

Do UOL, em São Bernardo (SP)

Em meio à incerteza sobre como pode se concretizar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) reafirmou na noite desta quinta-feira (5) que o ex-presidente será registrado como candidato do partido neste ano à Presidência da República "de qualquer jeito". Ele declarou ainda que o partido pode usar imagens gravadas de Lula na campanha caso ele esteja preso.

"Nós vamos registrar Lula de todo jeito, em qualquer circunstância. Nós temos gravações", disse o senador quando perguntado por jornalistas sobre o impacto da prisão para a campanha de Lula e sobre como o ex-presidente faria campanha preso.

Leia também:

Lindbergh, que está no Sindicato dos Bancários em companhia ao ex-presidente, também disse achar a prisão de Lula "uma loucura", e que, se ela ocorrer, não deverá ser por muito tempo, pois o STF pode rever o entendimento que permite a prisão após condenação em segunda instância.

"Mesmo assim, a gente tem gravações do presidente Lula, a gente vai registrar ele no dia 15 de agosto e a gente vai começar a campanha do presidente Lula. Não abrimos mão", repetiu o senador.

Lula foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá. Nesta quinta-feira (5), o juiz federal Sergio Moro decretou a prisão do petista e ordenou que ele se apresente à Polícia Federal, em Curitiba, até as 17h de sexta (6).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos