Topo

Posse de Jair Bolsonaro


Eduardo explica irmão em carro de Bolsonaro: 'É o pitbull da família'

Carlos Bolsonaro acompanha o pai no Rolls Royce presidencial - Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Carlos Bolsonaro acompanha o pai no Rolls Royce presidencial Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Luciana Amaral

Do UOL, em Brasília*

01/01/2019 17h19Atualizada em 01/01/2019 18h55

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), um dos filhos do presidente recém-empossado Jair Bolsonaro (PSL), afirmou nesta terça-feira (1º) que o irmão Carlos desfilou junto ao pai e à primeira-dama, Michelle, em carro aberto na Esplanada dos Ministérios, por ser o "pitbull da família".

"Porque ele é o pitbull da família", respondeu, aos risos, ao ser questionado sobre o assunto. Indagado se ficou com ciúmes por não ter se juntado ao desfile no carro, Eduardo disse: "Eu? Do quê? É o meu irmão!".

O termo "pitbull" foi usado por Jair Bolsonaro para homenagear o filho no último dia 7, aniversário de Carlos. "Meu PitBull, obrigado por sempre estar por perto, jamais querendo aparecer ou ter ganhos pessoais."

Carlos é o segundo filho mais velho de Bolsonaro e foi o primeiro dos descendentes a entrar para a política -- candidatou-se e foi eleito vereador do Rio com apenas 17 anos, cargo que ocupa hoje pelo PSC-RJ. Durante a campanha eleitoral, ele foi responsável pela manutenção das redes sociais do pai e se afastou da equipe de transição depois de atritos com aliados.

Durante o trajeto até o Congresso, um dos cavalos dos Dragões da Independência se assustou com a multidão que acompanhava o cortejo e precisou ser retirado da frente do carro oficial.

A presença do vereador Carlos Bolsonaro no Rolls Royce que conduziu o pai à cerimônia de posse foi uma forma de valorizar o filho pelo trabalho realizado na campanha presidencial.

Auxiliares do novo presidente que estavam no Planalto relataram que Bolsonaro já tinha manifestado nos últimos dias a intenção de reconhecer em público a atuação de Carlos nas redes sociais. As ações foram consideradas fundamentais para aumentar a popularidade de Bolsonaro e fazê-lo chegar ao mais alto cargo do país.

A cena de Carlos no desfile também foi considerada por pessoas próximas ao capitão como uma demonstração de poder e influência do filho mais próximo de Bolsonaro.

Ainda assim, alguns auxiliares do novo presidente chegaram a aparentar certa surpresa quando viram Carlos no veículo através de um telão.

Não foi a primeira vez que um filho de presidente entra no carro oficial e participa da troca de cargos. Nas cerimônias de posse de Dilma Rousseff (PT), em 2011 e 2015, a ex-presidente esteve acompanhada pela filha, Paula.

(*Com informações do Estadão Conteúdo)

Mais Posse de Jair Bolsonaro