Topo

Após destruição nas Filipinas, tufão Haiyan perde força ao chegar ao Vietnã

Em Hanói

11/11/2013 06h36

O tufão Haiyan tocou a terra nesta segunda-feira no Vietnã, arrancando árvores e telhados de casas, mas sem provocar oficialmente vítimas, depois de perder força na passagem pelas Filipinas.


O tufão atingiu o norte do Vietnã com ventos de 120 km/h.

"Não registramos nenhuma vítima", afirma um comunicado oficial do governo.

Os serviços de emergência, no entanto, informaram sobre três desaparecidos e três cinco mortos durante os preparativos para a passagem do tufão, destaca a imprensa.

Durante o fim de semana, mais de 650.000 pessoas foram retiradas de suas casas de forma preventiva, mas já retornaram para casa, segundo o governo.

"Centenas de casas ficaram sem teto e milhares de árvores foram arrancadas", afirmou Nguyen Cong Thuan, funcionário do departamento de combate às catástrofes naturais da província de Quang Ninh (nordeste).

"Três pessoas estão desaparecidas", disse.

A cidade portuária de Hai Phong foi afetada pelas fortes chuvas e inundações.

"O tufão foi muito violento. É a pior tempestade que temos em anos. Ontem senti a casa tremer", declarou à AFP Nguyen Hung Nam, 70 anos, morador de Hai Phong.

Ele também reclamou que as autoridades avisaram com atraso sobre as precauções que deveriam ser adotadas para enfrentar a passagem do tufão.

Mas para a imprensa estatal, os "preparativos importantes" evitaram o "pior".

Uma mudança da trajetória do tufão para o norte do Vietnã, quando inicialmente a previsão era que afetasse o centro do país, forçou a retirada de outras 52.000 pessoas no domingo.

Todas as escolas ficaram fechadas nesta segunda-feira em Hanói. A polícia desviava o trânsito nas áreas inundadas.

A previsão é que o tufão avance nesta segunda-feira para o norte, perdendo ainda mais força.

 

Mais Notícias