Topo

CarnaUOL

Recife e Olinda


Blocos de esquerda vão levar 'Lula Livre' para o Carnaval de Olinda 

Reprodução/Facebook
Bloco O Sapo Barbudo Imagem: Reprodução/Facebook

Mateus Araújo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

2019-02-21T13:38:02

21/02/2019 13h38

Blocos de esquerda querem levar às ladeiras de Olinda o discurso a favor da liberdade do ex-presidente Lula (PT). "A ideia é pautar 'Lula Livre', no Carnaval. A articulação é para que as pessoas usem faixas e camisas de Lula", diz Lindivaldo Júnior, um dos organizadores do bloco O Sapo Barbudo, criado no ano passado em homenagem a Lula. 

"A gente precisa aproveitar essa aura do Carnaval para tratar o tema da liberdade, que é fundamental -e Lula está nesse contexto. Ele é um injustiçado que precisa ter seu nome positivado o tempo todo", explica Júnior. O bloco desfila neste sábado, a partir das 13h, na praça do Carmo, em Olinda.

O Sapo Barbudo surgiu no ano passado, criado por integrantes do Partido dos Trabalhadores. O nome é uma referência à forma como Leonel Brizola se referia a Lula.

Sobre a possibilidade de serem hostilizados por pessoas contrária ao ex-presidente petista, ele afirmam que não têm medo. "Mas temos cuidado. A xenofobia, o preconceito e o estimulo ao ódio no Brasil dos últimos tempos geram uma reação contrária a qualquer movimentação de esquerda, mas o Carnaval é espaço propício, lugar da irreverência", afirma Júnior.

Assim como o Sapo Barbudo, outras agremiações olindenses vão levantar discurso a favor do ex-presidente Lula, como é o caso do Eu Acho É Pouco, um dos maiores blocos do Carnaval olindense, que desfila nos dias 2 e 5 de março, na cidade histórica.

Neste ano, o Eu Acho É Pouco desfila com camisetas que têm estampadas as frases políticas como "Ninguém solta a mão de ninguém", "Marielle, presente" e "Lula livre"

Mais Recife e Olinda