Topo

CarnaUOL

Minas Gerais


Havayanas Usadas quer alegria da América Latina no Carnaval de BH

O cantor Heleno Augusto (ao centro, de óculos) com a banda do bloco Havayanas Usadas, que celebra a América Latina neste Carnaval de BH - Fernanda Bombonato/Divulgação
O cantor Heleno Augusto (ao centro, de óculos) com a banda do bloco Havayanas Usadas, que celebra a América Latina neste Carnaval de BH Imagem: Fernanda Bombonato/Divulgação

Miguel Arcanjo Prado

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

27/02/2019 18h32

Um dos maiores blocos do Carnaval de Belo Horizonte, o Havayanas Usadas celebra, em sua terceira folia, a América Latina. A saída do bloco será na segunda (4) de Carnaval, às 11h, na av. dos Andradas, 3.760, no bairro de Santa Efigênia. 

O tema é "Soy Loco por Ti, Carnaval", inspirado na música "Soy Loco por Ti América", composição de Gilberto Gil e Capinan, gravada por Caetano Veloso em 1968. 

Diretor artístico do bloco, o cantor Marcelo Veronez afirma que o objetivo é quebrar as fronteiras culturais existentes entre o Brasil e os países vizinhos. "Os ritmos latinos estão tomando conta do cenário musical brasileiro, como a cumbia e o reggaeton", lembra. 

Se em 2018 o tema foi "Chineláctea - A Viagem do Chinelo Espacial", neste ano o Havayanas Usadas aterrisa nessa parte do mundo situada entre o México e a Argentina, repleta de diversidade cultural. 

"Queremos lembrar aos hermanos que estão chegando ao Brasil, a nossa porta aberta para receber imigrantes e a reflexão de como esse assunto está sendo tratado pela sociedade e pelo governo", afirma Veronez. 

Heleno Augusto, vocalista do Havayanas Usadas, ressalta o bom momento do Carnaval de Belo Horizonte, que prevê ultrapassar os 4 milhões de foliões neste ano. "Nesse reflorescimento da folia na cidade, resgatamos um repertório que tem influência na formação de gerações e tem um poder de catarse, emoção e embriaguez que é fundamental para tudo acontecer", fala. 

"A festa na rua me permite conhecer e trocar com pessoas de todas as áreas, que engrandecem e enriquecem a minha vida e me influenciam musical e performaticamente", avalia ele, que está em processo criativo de seu primeiro disco solo. Heleno Augusto está trabalhando também em "um disco de inéditas do Havayanas Usadas que vai misturar axé com vários ritmos". Com certeza, pitada latina não faltará. 

Além do grande cortejo na tarde do dia 4, o Havayanas Usadas -que surgiu há três anos após uma dissidência no Baianas Ozadas, o maior bloco da capital mineira- ainda participará de vários eventos carnavalescos fechados na capital mineira.

Estão na agenda do bloco um baile de Carnaval no sábado (2), às 22h, no Mercado (av. Olegário Maciel, 742) e o Encontro de Blocos no domingo (3), às 23h, na Serraria Souza Pinto, na região da praça da Estação. O Havayanas Usadas ainda encontra fôlego para comandar a festa do Baile do Secreto, no Distrital, no bairro do Cruzeiro, na terça (5) a partir das 17h. 
 

Mais Minas Gerais