Topo

CarnaUOL

Minas Gerais


Mãe e filha adotam cultura do Pará e dançam carimbó no Carnaval de BH

Regiane Lucas Garcêz e a filha Elisa de Oliveira Garcêz no Bloco da Fofoca em Belo Horizonte - Riverson Silva/Divulgação
Regiane Lucas Garcêz e a filha Elisa de Oliveira Garcêz no Bloco da Fofoca em Belo Horizonte Imagem: Riverson Silva/Divulgação

Miguel Arcanjo Prado

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

03/03/2019 22h21

Minas Gerais combina com Pará. Quem passou pela avenida Afonso Pena no fim de tarde de hoje chegou fácil a essa conclusão ao ver o cortejo do Bloco da Fofoca, especializado no carimbó.

O ritmo paraense se uniu a um grande mar de saias rodadas, com mais de 150 dançantes, número que fez do Fofoca o bloco com o maior corpo de baile neste Carnaval de BH.

O carimbó é o ritmo do Bloco da Fofoca desde 2014, sempre alegrando a folia mineira com sua boa energia.

Energia que atraiu a professora universitária Regiane Lucas Garcêz e sua filha Elisa de Oliveira Garcêz, de 10 anos. Ambas desfilaram sorridentes, rodopiando suas saias floridas ao ritmo do carimbó. 

"Sempre pulamos Carnaval juntas. O nosso bloco do coração era o Magnólia, mas no último ano estava muito cheio, então, escolhemos um onde poderíamos dançar juntas tranquilamente", conta Regiane, satisfeita com a nova experiência carnavalesca. 

"No Bloco da Fofoca cabe gente de todas as idades. E adoramos a cultura do Pará: música, comida, Dona Onete, Festa do Círio, Joelma e maniçoba", enumera Regiane. "E bate-cabelo", complementa a pequena Elisa, a mais nova especialista na cultura paraense.

Mais Minas Gerais