Topo

CarnaUOL

Minas Gerais


Com multidão no centro de BH, Baianas Ozadas se irrita com troca de trajeto

Baianas Ozadas tem local de trajeto trocado de última hora - Divulgação
Baianas Ozadas tem local de trajeto trocado de última hora Imagem: Divulgação

Miguel Arcanjo Prado

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

05/03/2019 16h21

O bloco afro baiano Olodum foi o homenageado do bloco mineiro Baianas Ozadas em seu cortejo que arrastou milhares de pessoas hoje no centro de Belo Horizonte. O bloco, considerado o maior da capital mineira, terminou com irritação em seus integrantes por conta de uma mudança de última hora em seu tradicional percurso.

Com o tema "Avisa Lá", o Baianas começou o desfile fazendo uma lavagem da escadaria da Igreja São José. Outro destaque do início do cortejo foi a participação das crianças que integram a bateria mirim Baianinhas. 

Depois, o bloco seguiu rumo à Praça 7 de Setembro, marco do centro belo-horizontino, cantando sucessos do Olodum e outras músicas que marcaram o Carnaval baiano e que foram reeditadas para a folia mineira. 

O fim do cortejo, previsto para terminar na Praça da Estação, como é tradição do Baianas Ozadas há sete anos, foi mudado de última hora pelo Corpo do Bombeiros, que ordenaram que o bloco seguisse para rua Tupinambás com av. dos Andradas, porque já havia outro bloco inesperado na Praça da Estação.

A mudança no trajeto gerou revolta nos organizadores do Baianas Ozadas. "Não estão respeitando o Carnaval de Belo Horizonte, que é o mais cresce no Brasil", criticou o cantor Geo Cardoso, que ainda complementou: "É preciso respeito aos artistas de Belo Horizonte". O músico lembrou que o Baianas Ozadas é impulsionador do crescimento da festa belo-horizontina, hoje entre os maiores Carnavais do Brasil.

Minas Gerais