PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Criança de oito anos é uma das vítimas de explosões em Boston

Do UOL, em São Paulo

15/04/2013 19h47

Uma criança de oito anos é uma das três pessoas mortas pelas explosões na linha de chegada da maratona de Boston (Estados Unidos), nesta segunda-feira (15), segundo informou a rede de TV americana "CNN". A rede de TV também cita que haveria pelo menos 110 pessoas feridas, incluindo oito crianças.

Duas explosões próximas à linha de chegada da maratona mataram ao menos três pessoas e deixaram dezenas de feridos. O FBI (polícia federal do país) considera os ataques como terroristas, de acordo com a imprensa americana.

Em pronunciamento após os ataques, o presidente Barack Obama afirmou que ainda não se sabe quem é a "pessoa ou grupo" responsável pelo ataque e evitou usar o termo "terrorismo". O presidente disse ainda que os responsáveis pelo ataque serão identificados e que os responsáveis irão "sentir o peso da Justiça".

Além das duas explosões ocorridas próximas à maratona, a polícia confirmou uma terceira na Biblioteca JFK. A biblioteca, que fica a cerca de 4,8 quilômetros da linha de chegada da maratona, abriga o memorial e um museu em homenagem ao ex-presidente norte-americano John F. Kennedy.

Aproximadamente três horas depois que os vencedores finalizaram a maratona, a primeira explosão aconteceu próxima a um hotel na Boylston Street, logo antes da linha de chegada. Antes da tragédia, a prova masculina foi vencida pelo etíope Lelisa Desisa, e a queniana Rita Jeptoo ficou com a vitória no feminino. Mais de 100 pessoas ficaram feridas, segundo o jornal "Boston Globe".

A segunda explosão aconteceu segundos depois da primeira, no mesmo local. Outros dois artefatos explosivos não detonados foram encontrados e desarmados nas proximidades do local das primeiras explosões, segundo oficiais do serviço de inteligência da polícia. Espectadores foram socorridos pelo serviço médico disponível no local para atender aos corredores exaustos.

O comissário da polícia de Boston Ed Davis disse que "artefatos poderosos" causaram as duas explosões e afirmou que a polícia não tinha nenhum suspeito sob custódia. "Estamos interrogando muitas pessoas, mas não há suspeito sob custódia", declarou Davis. Ele disse ainda que o incêndio na Biblioteca JFK, que descreveu como tendo sido causado por um "artefato incendiário", pode não ter ligação com o incidente na maratona.

O Consulado do Brasil em Boston está de prontidão para eventual necessidade de atendimento a brasileiros. Mas, até agora, ainda não houve nenhum pedido de ajuda ou de emergência.

Internacional