PUBLICIDADE
Topo

Política

Sigilo e escolta: os preparativos para as 9 horas de Lula fora da prisão

02.mar.2019 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) retorna a Curitiba após deixar a prisão para participar do velório de seu neto, Arthur (7), que morreu na sexta-feira (1º) - Henry Milleo/Fotoarena
02.mar.2019 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) retorna a Curitiba após deixar a prisão para participar do velório de seu neto, Arthur (7), que morreu na sexta-feira (1º) Imagem: Henry Milleo/Fotoarena

Vinicius Konchinski

Colaboração para o UOL, em Curitiba*

03/03/2019 04h01

Após ter o pedido negado em janeiro para ir ao enterro do irmão, o ex-presidente Lula recebeu autorização para se despedir do neto Arthur, 7, que morreu na última sexta-feira. 

Lula passou pouco menos de duas horas com os familiares, apoiado em uma lei que autoriza a saída da prisão em caso de falecimento ou doença grave de familiares.

Para isso, foi da superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde cumpre prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, ao aeroporto da cidade de helicóptero, pegou avião até São Paulo e, de lá, outro helicóptero até o cemitério em São Bernardo do Campo. Ao todo, esteve nove horas fora da prisão, sob forte esquema de segurança e trajeto mantido em sigilo.

Relembre os principais momentos:

Sexta-feira (1)

Lula e o neto Arthur - Reprodução - Reprodução
Arthur, 7, havia visitado duas vezes Lula na carceragem
Imagem: Reprodução

Lula chorou muito, diz Gleisi

UOL Notícias
  • 18h: um helicóptero da Polícia Civil do Paraná pousa no heliponto do topo da carceragem da PF. A tripulação deixa a aeronave e entra no prédio.
  • 18h40: para evitar que Lula não seja autorizado a sair da prisão, militância diz que não convocará manifestações se Lula deixar a prisão para o velório.
  • 19h26: a Justiça Federal de Curitiba informa que a juíza Carolina Lebbos, que havia negado a saída de Lula para velório do irmão em janeiro, autorizou Lula a ir ao velório do neto. Determina que informações sobre a viagem do ex-presidente sejam mantidas em sigilo em respeito à família e por questões de segurança. 
  • Por volta das 20h: informações desencontradas são enviadas à imprensa, que recebe três versões:
  1. Lula viajaria à noite e passaria a noite no velório em São Paulo
  2. Lula viajaria à noite, dormiria na sede da PF em São Paulo e iria ao cemitério de manhã
  3. Lula viajaria de manhãzinha e chegaria ao cemitério pouco antes da cremação do neto -- foi a versão que se concretizou.
  • Por volta das 22h: Começa o velório no cemitério Jardim das Colinas, onde a esposa de Lula, Marisa Letícia, foi cremada em 2017.

Sábado (2)

Lula se despede do neto em cemitério em SP

UOL Notícias

Lula deixa prisão - THEO MARQUES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO - THEO MARQUES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Lula é acompanhado de agentes da PF e um policial armado com fuzil
Imagem: THEO MARQUES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

  • 7h18: Lula embarca no avião do governo do Paraná e decola para São Paulo. Quase um ano depois de ser preso por corrupção e lavagem de dinheiro relacionada ao triplex do Guarujá, é a primeira vez que ele deixa Curitiba.
  • 8h31: o ex-presidente Lula desembarca no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. O governo paulista destacou 260 policiais militares para a escolta e a segurança do ex-presidente.
  • 10h20: Lula embarca em um segundo helicóptero para ir a uma fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo. De lá, segue em carro escoltado para o cemitério Jardim da Colina.
  • Lula no velório - Luis Adorno/UOL - Luis Adorno/UOL
    Lula chega ao velório do neto, acena para os presentes, mas não fala
    Imagem: Luis Adorno/UOL
  • 10h30: pouco antes da chegada de Lula, as portas do velório são fechadas e militantes são retirados. Grupo reage com gritos de "Lula Livre" e "preso político". Alguns pedem que a PF, em vez de restringir acesso, procurem Fabrício Queiroz - assessor de Flávio Bolsonaro suspeito de integrar suspeito de desvio de verbas parlamentares.
  • 11h04: Lula chega ao cemitério e caminha por um corredor formado por PMs e cercado por militantes. Os petistas Fernando Haddad e Dilma Rousseff participam da cerimônia, e o ministro do STF Gilmar Mendes telefona para Lula. O ex-presidente permanece ao lado do caixão da criança aos prantos. Cumprimenta cerca de cem pessoas. Fala até com um amigo do seu neto que está presente na cerimônia. Segundo presentes, Lula fez uma promessa ao neto:

Você sofreu muito bullying na escola, por ser neto do Lula. Tenho um compromisso com você: vou provar a minha inocência e vou mostrar quem é ladrão e quem não é neste país. 

  • 12h: O velório de Arthur termina e o corpo é cremado junto a brinquedos, bola e livros. 
  • 12h58: Lula deixa o cemitério e refaz o trajeto: carro escoltado até heliponto, helicóptero até Congonhas, avião para Curitiba e helicóptero até a sede da Polícia Federal no Paraná.
  • 15h45: Oito horas e 45 minutos depois de deixar a carceragem da PF em Curitiba, Lula volta ao prédio em que cumpre 12 anos e 1 mês de pena. Militantes aguardavam o ex-presidente do lado de fora do prédio. Gritam em coro "força, Lula", mas o ex-presidente não acena.

Com informações também de Bernardo Barbosa e Luís Adorno, do UOL, em São Bernardo do Campo

Política