PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Baixo Clero

A jornalista Carla Bigatto conduz com analistas um papo sobre temas que dominam a pauta política.


Baixo Clero #42: Em protestos, polícia responde mais a Bolsonaro do que aos governos

Do UOL, em São Paulo

05/06/2020 04h00

No último domingo (31), o dia terminou marcado pelas imagens da Polícia Militar de São Paulo atirando balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo nos manifestantes contrários ao presidente Jair Bolsonaro. No podcast Baixo Clero #42, os jornalistas Carla Bigatto, Diogo Schelp e Maria Carolina Trevisan discutem se houve parcialidade ou não por parte da Polícia Militar em reprimir o ato, no dia em que manifestações pelo país também demonstravam apoio ao presidente (ouça no arquivo acima).

Na opinião de Maria Carolina Trevisan, houve tratamento diferente por parte da PM no caso de São Paulo. "A polícia estava tentando fazer essa mediação no começo em que os provocadores pró-bolsonaro é que foram lá para confrontar os manifestantes. E a polícia passa a proteger esses manifestantes, eram duas pessoas" (ouça no arquivo acima a partir de 14:41).

A jornalista analisa que a PM está alinhada ao presidente da República. "Teve um tratamento diferente da polícia [em SP]. Acho que isso traz uma questão que a gente precisa ficar atento: as polícias estão muito mais respondendo a um comando do Bolsonaro do que a um comando dos governos. Isso está cada vez sendo mais inflamado. Bolsonaro está falando com essa base mais radical dele, que, nesse caso, é uma base armada".

Diogo Schelp vai na mesma linha que Trevisan, dizendo que as imagens sustentam que os protestos não tinham como objetivo serem violentos.

"Se você acompanhar as imagens que foram feitas, inclusive na avenida Paulista, a polícia estava tentando evitar que os manifestantes de um lado se encontrassem com manifestantes pró-bolsonaro. Não houve gente atirando pedra na polícia, como foi dito", concluiu (ouça em 14:13).

Baixo Clero está disponível no Spotify, na Apple Podcasts, no Google Podcasts, no Castbox, no Deezer e em outros distribuidores. Você também pode ouvir o programa no YouTube. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.