"Podemos fazer o diabo quando é hora de eleição", diz Dilma com aliado de Eduardo Campos na PB

Do UOL, em São Paulo

A presidente Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira (4), em João Pessoa, que não vai mirar neste momento as parcerias entre PT e aliados com vistas à eleição de 2014. "Podemos fazer o diabo quando é hora de eleição, mas quando se está no exercício do mandato, temos de nos respeitar, pois fomos eleitos pelo voto direto", disse, a uma plateia de 22 prefeitos paraibanos e beneficiários de programas habitacionais, em sua primeira visita oficial ao Estado desde que assumiu a Presidência.

Mais cedo, em Goiânia, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) negou estar em campanha à Presidência da República e disse que quem agido dessa forma, abertamente, é Dilma, "que tem se esquecido dos compromissos com o desenvolvimento do Brasil".

Na ocasião, a petista ainda trocou afagos com o governador Ricardo Coutinho (PSB) no evento que selou a entrega de 576 unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida.

"Não tem justificativa nenhuma para o governo perseguir quem não é do partido dele", destacou a presidente, que disse que atenderá uma "lista de desejos" apresentada pelo socialista, uma das 12 candidaturas próprias que o PSB pretende lançar nas eleições de 2014.

As 12 candidaturas podem dar fôlego ao atual presidente nacional dos socialistas, o governador de Pernambuco Eduardo Campos, em uma eventual disputa presidencial ano que vem. Dilma será o nome do PT à reeleição, segundo anúncio feito em São Paulo, no final do mês passado, pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Hoje, na capital paraibana, a presidente ouviu de Coutinho uma lista que ele fez questão de salientar que "não são pedidos, são desejos", referente a obras do governo do Estado para as quais, disse, faltam ainda aportes financeiros via parcerias com a União. Entre elas, citou a ampliação de um aeroporto, a construção de um centro de convenções e a modernização do porto de Cabedelo.

"Se a senhora pudesse incluir [os pleitos] na sua agenda futura ou próxima, a Paraíba seria muito grata", sugeriu o socialista, após elencar parcerias no setor de infraestrutura entre Estado e governo federal. "[A Paraíba] Fez o dever de casa em 2011 e 2012; em 2011, foi o Estado que mais avançou em receita em todo o Nordeste", completou.

No discurso, Dilma elogiou o socialista: disse que ele "foi muito elegante" ao expor a "lista de desejos" que já sabia que seria atendida pelo governo federal. "[Porque] Deixou para eu anunciar, agradeço a elegância: de fato, iremos fazer isso -- contribuir. Porque tenho certeza que João Pessoa e as praias são grandes atrações turísticas", definiu, referindo-se à complementação de R$ 70 milhões necessária à conclusão da obra do centro de convenções na cidade. Sobre os demais "desejos", adiantou: "Também concordo, pois fazem parte da lista de preocupações do governo federal".

Manter alianças "é prioriodade", diz presidente do PT

Na última sexta (1º), diante da possibilidade cada vez mais real de o PSB romper a aliança e lançar Campos à Presidência, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, disse em Fortaleza que é "prioridade política" da sigla "manter as alianças". A capital cearense sediou a reunião do diretório nacional do partido.

Para tentar afagar o PSB, o PT montou uma agenda intensa em locais governados por socialistas. Na quinta-feira (28), o partido escolheu o Ceará para realizar o primeiro seminário sobre os 10 anos do governo petista. O Estado é governado por Cid Gomes, uma das poucas vozes socialistas a não acatar a ideia de candidatura própria do PSB em 2014.

Coincidência ou não, a presidente Dilma Rousseff também teve agenda política no Nordeste em 2013, contemplando justamente Estados governados por socialistas. No último dia 18 de janeiro, Dilma visitou o Piauí, governado por Wilson Martins (PSB).

Hoje, a presidente está na Paraíba, também governada por outro socialista, Ricardo Coutinho. O maior foco no Nordeste pode ser explicado, já que, dos seis governadores socialistas, quatro estão na região. Os socialistas também derrotaram petistas nas eleições para Recife e Fortaleza, em 2012.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos