PUBLICIDADE
Topo

Tragédia em Brumadinho

Número de mortos em Brumadinho sobe a 150; desaparecidos são 182

Luciana Amaral e Nathan Lopes

Do UOL, em Brumadinho (MG) e em São Paulo

06/02/2019 12h36Atualizada em 06/02/2019 21h39

O número de mortos na tragédia de Brumadinho subiu para 150, segundo informações divulgadas pela Defesa Civil nesta quarta-feira (6). As equipes de busca procuram por 182 pessoas consideradas desaparecidas. Entre os corpos já resgatados, foram identificadas 134 vítimas.

Os novos corpos localizados foram retirados da área de estacionamento da área da barragem, da ETM (Estação de Tratamento de Minério) e dos arredores do vestiário dos funcionários da Vale, empresa responsável pela barragem.

"Esses três locais já eram locais que estimávamos que encontraríamos uma quantidade considerável de corpos e essa expectativa foi confirmada", disse o porta-voz do Corpo de Bombeiros, tenente Pedro Aihara. Na segunda-feira (4), o número de mortos estava em 134.

O tenente negou que o final das buscas esteja próximo. "Mas pela própria característica de quantidade de corpos envolvidos, pela área, é uma operação que, necessariamente, vai demandar muito tempo." Ele pontuou que não há um prazo específico para o encerramento dos trabalhos.

Dos 134 corpos já identificados, 128 foram identificados por impressão digital. Os outros, pela arcada dentária. 

Segundo a PM-MG (Polícia Militar de Minas Gerais), seis pessoas foram presas desde a tragédia, ocorrida em 25 de janeiro. Delas, duas foram por utilização de drone, outras duas por tentativa de saque e mais duas por estelionato. O major Flávio Santiago, porta-voz da PM, pediu atenção da população em relação a "pessoas que usam esse evento para tentar angariar vantagem".

Tragédia em Brumadinho