Topo

Tragédia em Brumadinho


Sobe para 182 número de mortos em Brumadinho; 126 estão desaparecidos

Do UOL, em São Paulo

2019-02-28T09:59:12

28/02/2019 09h59

A Defesa Civil de Minas Gerais divulgou na noite de ontem que o número de mortos pelo rompimento da barragem da Vale em Brumadinho subiu para 182. Segundo o órgão, todos os corpos encontrados já foram identificados. Até o momento, 126 pessoas são consideradas desaparecidas.

Desde a tragédia ocorrida há um mês, 395 vítimas foram localizadas. Segundo o Corpo de Bombeiros, as buscas se concentravam ontem em 14 frentes com auxílio de três cães e drones. Desde a semana passada, a equipe utiliza os drones, apelidados de "vespas", para ajudar na localização de pessoas, animais e objetos com maior precisão.

No último dia 25 completou um mês do rompimento da barragem 1 da Mina Córrego do Feijão da Vale. A tragédia ocorreu por volta das 12h. A lama atingiu o centro administrativo da companhia, estradas, a população ao redor e o rio Paraopebas.

No curso das investigações, oito funcionários da companhia foram presos por indícios de terem conhecimento dos riscos de rompimento. No entanto, o Supremo Tribunal de Justiça determinou ontem a soltura dos empregados pois eles estariam colaborando com as investigações. A decisão tem caráter liminar e vale até o julgamento de um habeas corpus pelo tribunal. Os oito são suspeitos de responsabilidade criminal, incluindo homicídio qualificado.

Ontem o Senado informou que vai abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) própria para investigar o rompimento da barragem.

A Vale, por sua vez, também enfrenta as consequências do crime ambiental. Também ontem, agência de classificação de risco Moody's rebaixou o rating global atribuído à mineradora, bem como retirou o grau de investimento da empresa. A agência também alterou a perspectiva para negativa.

3ª tragédia? Após Brumadinho, não há garantias sobre segurança de barragens

UOL Notícias

Mais Tragédia em Brumadinho