PUBLICIDADE
Topo

MDB é partido com mais vitória no 2º turno; PT só elege 4 dos 15 candidatos

Arthur Henrique, do MDB, obteve 85,36% do votos em Boa Vista (RR) - Reprodução/Facebook
Arthur Henrique, do MDB, obteve 85,36% do votos em Boa Vista (RR) Imagem: Reprodução/Facebook

Fernando Cymbaluk Couri

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/11/2020 23h26Atualizada em 29/11/2020 23h40

O MDB foi o partido que conquistou o maior número de prefeituras no segundo turno das eleições municipais realizadas neste domingo (29).

De acordo com os dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o partido garantiu a vitória em 10 cidades das 12 em que disputou —um aproveitamento equivalente a 83,33%.

O MDB também foi a legenda que se saiu melhor nas 18 capitais em disputa neste segundo turno. A sigla foi vitoriosa em 5 delas:

No ranking de vitoriosos 2º turno, o PSDB aparece logo após o MDB, com 8 municípios conquistados de 14 em que se mantinha na corrida — um aproveitamento de 57,14%. Candidatos tucanos foram eleitos em duas capitais, São Paulo e Porto Velho.

Na sequência da lista aparecem o Podemos (com 6 vitórias), DEM e PSD (5), PT (4), PDT, PP, Republicanos e PSB (3), Avante (2), Novo, Patriota, Pros, Solidariedade e PSOL (1). Cidadania, PSC, PSL, PTB, PL, PC do B e Rede participaram do 2º turno mas não tiveram nenhum eleito.

Derrota petista

O PT era o partido com mais candidatos no 2º turno — 15 no total. Com apenas quatro eleitos (o equivalente a 26,67% das cidades que disputou), o partido acabou com um dos piores aproveitamentos. Apenas os partidos que não elegeram nenhum candidato - e que, portanto, tiveram 0% de sucesso — ficaram atrás do PT em aproveitamento.

O Avante e o Novo tiveram 100% de aproveitamento no segundo turno, com um eleito em uma cidade disputada cada um. Na sequência do ranking de aproveitamento aparecem o MDB, com sua taxa de sucesso de 83,33%, e o PDT, que garantiu três eleitos em quatro municípios nos quais permanecia vivo (o equivalente a 75%).

As 57 cidades que tiveram segundo turno representam cerca de 60% do total de 95 municípios em que uma segunda rodada de votação é possível. Deste grupo, 18 são capitais.

O segundo turno é realizado em cidades com mais de 200 mil eleitores, quando nenhum candidato alcança a maioria absoluta de votos —ou seja, mais da metade dos votos válidos.

Não há eleição em Brasília. Em Macapá (AP), a votação foi adiada devido ao apagão que atingiu o Amapá.

Desempenho geral dos partidos

Somando os resultados do primeiro e do segundo turno somados, o MDB encabeça o ranking de prefeituras obtidas por partidos:

  • MDB - com 786 prefeitos eleitos
  • PP - 685
  • PSD - 655
  • PSDB - 521
  • DEM - 465

PP e PSD, duas siglas do chamado centrão, e DEM foram as que mais ascenderam em número de municípios governados pelo país. Também cresceram o Republicanos (ex-PRB) e o Avante (ex-PT do B).

Apesar de liderar a lista de prefeitos eleitos por partido, o MDB encolheu em relação às eleições de 2018. PSDB e PT também sofreram redução no número de municípios que irão governar.