PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Mulher de suspeito morto do atentado em Boston "chora muito", diz advogado

Do UOL, em São Paulo

22/04/2013 17h01Atualizada em 22/04/2013 22h12

A mulher de Tamerlan Tsarnaev, suspeito do atentado em Boston morto na última sexta-feira (19) pela polícia, “está muito perturbada” e “chora muito”, segundo seu advogado em entrevista ao canal “CNN” nesta segunda-feira (22).

Katherine Russell, 24, era casada com Tamerlan, com quem tem uma filha de três anos. Segundo seu advogado Amato DeLuca, Russel disse que ela nunca soube de nada referente ao atentado.

“Toda a família está desajustada. [...] Eles estão muito abalados, tristes. Suas vidas foram mudadas. Eles estão tristes pelo que aconteceu, pelas pessoas feridas, pelos mortos. É algo terrível”, disse DeLuca.

Talerman e seu irmão Dzhokar Tsarnaev, 19, são apontados como os suspeitos pelos ataques à Maratona de Boston, ocorridos na última segunda-feira (15), que deixou três mortos e mais de 180 feridos. O mais novo foi capturado pela polícia na sexta (19) e acusado formalmente hoje pela Corte Federal dos Estados Unidos. Ele responderá criminalmente pelo uso de armas de destruição em massa.

Dzhokar está internado em um hospital, de onde está sendo interrogado pela polícia.

Captura nos EUA teve câmera especial e robô; reveja

Katy e Talerman não moravam juntos

Katy, como é conhecida pela família e pelos amigos, mora com seus pais em Rhode Island e trabalha como cuidadora, segundo o advogado. “Ela trabalha muitas e muitas horas e a filha deles vivia com seu marido porque ela trabalhava até tarde da noite. Mas ela ligava para saber como a filha estava”, disse o advogado.

Norte-americana, Katy nasceu em uma família cristã, mas se converteu ao islamismo depois de se casar com Talerman. Ela, inclusive, usa roupas típicas de mulheres muçulmanas. Não há informação sobre há quanto tempo estavam casados.

A família Russell contratou DeLuca no sábado (20), depois que agentes federais entraram em contato com a família e interrogaram Katy. Depois disso, ela só fala por meio do advogado.

Ainda segundo o defensor, a família fez um comunicado depois da confirmação da morte de Talerman. “Nossa filha perdeu seu marido hoje, o pai de sua filha. Nós não conseguimos entender como essa tragédia horrível aconteceu. Depois do horror do Dia do Patriota, sabemos que nunca conhecemos realmente Tamerlan Tsarnaev”, diz o comunicado.

Internacional