PUBLICIDADE
Topo

Política

Com queda de Demóstenes, ex-marido da mulher de Cachoeira deve assumir vaga no Senado

Fernanda Calgaro

Do UOL, em Brasília*

11/07/2012 13h30

Com a cassação de Demóstenes Torres (sem partido-GO) nesta quarta-feira (11), o DEM recupera a sua vaga no Senado e o sucessor natural ao cargo é o primeiro suplente, Wilder Pedro de Morais (DEM). Por ironia, ele é ex-marido de Andressa Mendonça, atual mulher do bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, pivô da crise que destruiu a imagem de Demóstenes. Morais é sócio de uma construtora e, ao mesmo tempo, atual secretário de Estado de Infraestrutura de Goiás.

Procurado pela reportagem do UOL nesta quarta-feira, o empresário não foi encontrado. A sua assessoria de comunicação  informou que ele está viajando com os filhos, aproveitando o recesso escolar, pois na maioria do tempo as crianças ficam com Andressa.

Dono de um patrimônio declarado no Tribunal Superior Eleitoral de R$ 14,4 milhões, Morais, 44 anos, é um empresário do setor de construção civil e sócio da construtora Orca, responsável por grandes empreendimentos espalhados no Centro-Oeste, entre eles shoppings e hipermercados.

Admirador declarado de Demóstenes no passado, Morais chegou a doar R$ 700 mil para a sua campanha de senador em 2010 --com tal valor, ele aparece como segundo maior doador de campanha do ex-senador. Levado, então, para a política pelo amigo, Morais assumiu o seu primeiro cargo público como titular da Secretaria de Infraestrutura no governo de Marconi Perillo (PSDB-GO) no início do ano passado.

Perillo, por sinal, já teve que explicar na CPI do Cachoeira o seu envolvimento com o bicheiro e a suposta influência dele no governo do Estado e Wilder provavelmente também deverá ser cobrado pela sua relação próxima com Cachoeira.

O contraventor participou de jantares promovidos na casa do empresário e teria sido justamente num desses encontros que conheceu Andressa. Os dois casais (Morais e Andressa, e Cachoeira e a ex) eram amigos e costumavam sair juntos antes de Andressa resolver trocá-lo pelo bicheiro. Wilder é pai dos dois filhos de Andressa, que ganhou o título de “musa da CPI”.

Segundo seu perfil na página da Secretaria de Infraestrutura de Goiás, Wilder Morais nasceu em Taquaral de Goiás e é formado em Engenharia Civil pela Universidade Católica de Goiás. O cargo de secretário de Estado de Infraestrutura é a sua primeira experiência na vida pública. Além disso, Wilder é também presidente do Conselho de Administração da CelgPar.

Cassação

Foram 56 votos a favor da cassação, 19 votos contra, 5 abstenções e 1 ausência. Eram necessários 41 votos para que a cassação fosse aprovada.

A sessão do Senado que cassou o mandato de Demóstenes começou às 10h10 e durou pouco mais de três horas.

Com a cassação, o ex-líder do DEM fica inelegível até 2027 (oito anos após o fim da legislatura para o qual foi eleito), quando terá 66 anos. Além disso, ele perde o foro privilegiado e seu processo poderá deixar de ser julgado pelo Supremo Tribunal Federal para ser julgado apenas pela Justiça Federal de Goiás.

*Com informações de Rafhael Borges, de Goiânia

Política