Topo

"Se acordar pensando na próxima eleição, não governo", diz Dilma

Do UOL, em Brasília

11/10/2013 16h23Atualizada em 11/10/2013 16h34

Em viagem ao Rio Grande do Sul, a presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira (11) que, se ficar pensando nas eleições de 2014 neste momento, não governa.

“Se eu acordo de manhã pensando na próxima eleição, almoço pensando na próxima eleição e janto pensando na próxima eleição, eu não governo”, disse em entrevista a emissoras de rádio locais.

Dilma minimizou ainda o impacto que a aliança entre a ex-senador Marina Silva e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), teve no meio político na última semana. Segundo ela, não se pode ficar preocupado com “as oscilações conjunturais que são naturais num processo eleitoral”.

“Quando fui escolhida, ganhei um mandato. Esse mandato tem quatro anos [...] Atualmente, o que tem de me interessar e ser prioridade na minha vida é exercer o mandato sem nenhum adversativo, não pode ter ‘mas’, ‘porém’, ‘contudo’. Tenho que exercer 24 horas por dia”, afirmou.

No entanto, a presidente evitou comentar a reunião que manteve ontem com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, integrantes do PT e marketeiros para discutir política nacional e o cenário das eleições de 2014.

Diante da insistência de um dos jornalistas, Dilma respondeu, em tom de brincadeira, que ele estava com "fixação" no assunto e estava precisando de "um divã político".

A presidente viajou hoje para o Rio Grande do Sul, onde participa da inauguração de unidades infantis e da formatura de estudantes de um programa de ensino técnico.

Mais Política