Topo

Manifestante do MST é baleada em protesto na Paraíba contra prisão de Lula

MST/Divulgação
Lindinalva Pereira de Lima Filha foi atingida por um tiro na perna esquerda Imagem: MST/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

06/04/2018 11h53

Uma mulher de 35 anos foi baleada na manhã desta sexta-feira (6) na Paraíba durante uma manifestação do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) contra o pedido de prisão decretado pelo juiz Sergio Moro ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Lindinalva Pereira de Lima foi socorrida e passa bem.

De acordo com o movimento, Lindinalva participava do bloqueio da BR-101 quando “um homem ainda não identificado furou o bloqueio e atirou com arma de fogo”. O disparo atingiu a coxa esquerda da mulher, perto do joelho.

    Lindinalva foi encaminhada imediatamente para o Hospital de Trama Humberto Lucena, em João Pessoa. Ela foi orientada a realizar exames para saber se o tiro atingiu alguma veia da perna.

    Leia também: 

    “A tentativa de homicídio deixa claro, para o Movimento, que a camada reacionária da sociedade está movida pelo ódio, incentivado por aqueles que querem dar fim a democracia”, escreveu o MST em suas redes sociais. “O bloqueio seguia desde cedo de modo pacífico. O MST está mobilizado em todo país a favor da democracia e pela liberdade do presidente Lula.”

    Lindinalva faz parte do Assentamento Wanderley Caixe, em Caaporã, município de 20 mil habitantes a 45 quilômetros da capital.

    Protestos pelo Brasil

    O MST bloqueou diversas rodovias pelo Brasil na manhã de hoje em manifestação contra o pedido de prisão de Lula. A promessa do movimento é levar os protestos para 50 rodovias federais de ao menos 24 Estados.

    Até o momento, o grupo bloqueou estradas em Pernambuco, Mato Grosso, Pará, Tocantins, Bahia, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Paraíba e Sergipe, São Paulo, Espírito Santo e Mato Grosso do Sul e Minas Gerais.