Topo

Forças Armadas realizam operação em favelas disputadas por milícia e facção no Rio

Luis Kawaguti

Do UOL, no Rio

14/08/2018 07h42

Cerca de 1.900 militares das Forças Armadas realizam uma operação na manhã desta terça-feira (14) nas favelas do Rola e Antares, em Santa Cruz, na zona oeste do Rio. A região foi palco, no início do mês, do mais recente conflito provocado pela expansão de grupos milicianos para áreas dominadas por traficantes de drogas na zona oeste da cidade.

A milícia conhecida como Liga da Justiça, comandada por Wellington da Silva Braga, o Ecko, segundo a polícia civil, invadiu na última semana de julho a favela do Rola, uma região que era controlada pela facção Comando Vermelho.

Os traficantes então migraram para uma área próxima, a favela de Antares, de onde passaram a enfrentar o grupo rival.

Essas ações desencadearam uma série de confrontos armados que duraram pelo menos uma semana e resultaram em paralisações de uma importante linha de ônibus expressos BRT e levaram o pânico à população. Dezenas de residências e comércios foram atingidos por balas perdidas.

Desde então, a polícia vinha fazendo operações no local, que resultaram na apreensão de mais de 100 quilos de drogas e na prisão de ao menos quatro policiais militares suspeitos de ajudarem os milicianos.

Na operação desta terça-feira, militares da Aeronáutica, Exército e Marinha cercaram a região usando blindados e helicópteros. Também participam da ação 140 policiais militares e 45 policiais civis, que tentam cumprir mandados de prisão contra pessoas suspeitas de integrarem organizações criminosas.

Segundo o Comando Conjunto da intervenção federal, as ações afetam uma área habitada por aproximadamente 550 mil pessoas.

As Forças Armadas estão distribuindo panfletos pedindo que os moradores denunciem membros do crime organizado. As informações podem ser passadas de forma anônima pelo telefone 21 2253-1177.

Até às 7h desta terça-feira, não havia registro de confrontos entre militares e criminosos durante a operação. Mas bairros da zona norte e sul do Rio amanheceram com tiroteios entre policiais e traficantes. Moradores registraram em redes sociais conflitos em ao menos seis favelas.

Na zona norte, os tiroteios foram nos morros do Fogueteiro, Fallet e Coroa e nas favelas Escondidinho e Prazeres. No Leme, área próxima a Copacabana, na zona sul, tiros foram ouvidos na favela do Chapéu Mangueira.

Cotidiano