Topo

Tragédia em Brumadinho


'Tragédia criminosa', diz arcebispo sobre Brumadinho em missa de 7º dia

Luciana Quierati

Do UOL, em Brumadinho (MG)

31/01/2019 21h11

O arcebispo de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo, chamou o rompimento da barragem de rejeitos da Vale de "tragédia criminosa" durante a missa de sétimo dia pelas vítimas em Brumadinho (MG), na noite desta quinta-feira (31).

Ele cobrou providências do governo mineiro do Poder Judiciário para que novos casos como o ocorrido na semana passada não se repitam. "As lições dadas anteriormente não foram suficientemente aprendidas", afirmou.

"Precisamos de leis mais adequadas. Minas Gerais não pode mais ser a mesma. O Brasil precisa mudar", disse o arcebispo na igreja matriz de São Sebastião, no centro de Brumadinho. 

A igreja não comportou todo o público que compareceu à missa, e parte do público assistiu à cerimônia por meio de um telão instalado na rua.

Walmor também disse que está na hora de a sociedade brasileira ter mais "oportunidades de trabalho para exercer seus dons". Culpou o que chamou de "idolatria do dinheiro" pela tragédia e condenou a concentração dos recursos do país nas mãos de poucos.

Brumadinho tem orações e vigília em homenagem às vítimas

AFP

Tragédia em Brumadinho