PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Acusado diz que atentado de Boston teve motivação religiosa e cita guerras no Iraque e no Afeganistão

Do UOL, em São Paulo

23/04/2013 16h33Atualizada em 23/04/2013 18h33

Dzhokhar Tsarnaev, 19, acusado pelas explosões na Maratona de Boston, disse aos investigadores que quem planejou o atentado foi seu irmão Tamerlan Tsarnaev, 26 --morto em um confronto com a polícia--, mas que os dois foram responsáveis pela execução do plano.

Saiba mais sobre os russos suspeitos dos ataques em Boston

  • Os dois suspeitos apontados pelo FBI como responsáveis pelas explosões da Maratona de Boston foram identificados como sendo os irmãos Dzhokhar A. Tsarnaev (à dir.),19, preso pela polícia, e Tamerlan Tsarnaev, 26, morto após tiroteio. Os dois são russos, provenientes de uma região próxima à Tchetchênia, e residentes legais nos Estados Unidos há no mínimo um ano.

De acordo com o jornal “The Washington Post”, Dzokhar também contou à polícia que o atentado foi a forma encontrada por ele e o irmão para protestar contra as guerras dos Estados Unidos no Iraque --país do qual os EUA retiraram suas últimas tropas em dezembro de 2011-- e no Afeganistão --onde os soldados americanos permanecerão até 2014, conforme o plano do presidente Barack Obama.

Os atentados deixaram três mortos e 264 feridos no último dia 15. Dzhokhar foi capturado na sexta-feira (19) e permanece internado em um hospital, onde se comunica por escrito e por meio de gestos --ferimentos o impedem de falar.

Dzokhar disse ainda que ele e o irmão agiram por conta própria, isto é, sem qualquer ligação com grupos terroristas, motivados pelo fervor religioso.

Desde o início das investigações, pessoas que conheciam os irmãos Tsarnaev disseram que Tamerlan, o mais velho, tinha adotado havia alguns anos uma posição islâmica extremista.

Com base nos interrogatórios de Dzhokhar, as autoridades dizem acreditar que os irmãos de fato não receberam orientação externa e que passaram por um processo de autorradicalização por meio de sites na internet.

Na segunda-feira (22), um juiz federal foi ao hospital onde Dzhokhar está internado, leu seus direitos e o acusou de "uso de arma de destruição em massa" contra pessoas e propriedades.

Captura nos EUA teve câmera especial e robô; reveja

Manual da Al Qaeda

Perguntas sem resposta

  • O atentado a bomba na Maratona de Boston matou três pessoas e deixou mais de 200 feridos. Dois irmãos de origem tchetchena, Tamerlan e Dzhokhar Tsarnaev, são os principais suspeitos de terem promovido os ataques. Um deles morreu em tiroteio com a polícia, o outro está sob custódia

Segundo o FBI, os irmãos usaram nos atentados duas bombas confeccionadas com panelas de pressão.

Para a fabricação desses explosivos, eles usaram um manual de instruções da revista "Inspire", uma publicação digital em inglês vinculada à Al Qaeda, de acordo com um funcionário americano citado pela rede "Fox News".

Os investigadores querem, agora, entrevistar a viúva de Tamerlan, uma jovem de 24 anos chamada Katherine Russell, que afirmou não saber nada do suposto envolvimento de seu marido nos atentados. (Com agências internacionais)

Internacional