PUBLICIDADE
Topo

Seis suspeitos morrem após perseguição policial em acesso à ponte Rio-Niterói

Um dos carros usados pelos suspeitos ficou com marcas de balas - Reprodução/TV Globo
Um dos carros usados pelos suspeitos ficou com marcas de balas Imagem: Reprodução/TV Globo

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio

20/08/2018 08h03Atualizada em 20/08/2018 12h37

Uma perseguição seguida de tiroteio deixou seis suspeitos mortos na manhã desta segunda-feira (20), segundo a polícia. O caso ocorreu no sentido Rio da alameda São Boaventura, em Niterói, já no acesso à ponte Rio-Niterói, uma das principais vias para a capital fluminense.

Segundo assessoria de imprensa da Polícia Militar, quatro suspeitos morreram no local. Dois chegaram a ser socorridos, mas não resistiram aos ferimentos. Outros três ficaram feridos durante o confronto e foram encaminhados para uma unidade de saúde da região. Não há informação sobre o estado de saúde deles.

De acordo com o 12º BPM (Batalhão da Polícia Militar), um policial militar ficou ferido na perna e foi levado para o Hospital Estadual Azevedo Lima. Segundo a corporação, ele passa bem.

Veja também

Ainda de acordo com o 12º BPM, o grupo de criminosos deixou um baile funk em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio, com destino ao Complexo da Maré, na zona norte da capital fluminense. No trajeto, os suspeitos teriam feito um arrastão e foram interceptados pela polícia.

Segundo o comandante do 12º BPM, Márcio Guimarães, a PM recebeu denúncias sobre assaltos praticados na região pelo mesmo veículo dos suspeitos desde a noite de domingo. O patrulhamento foi reforçado e o veículo foi localizado apenas na manhã desta segunda-feira. Um cerco da PM foi montado no acesso à ponte, onde ocorreu o confronto, e os carros interceptados.

O confronto começou no acesso à ponte. Quatro pistolas e quatro fuzis foram apreendidos com os suspeitos, segundo a polícia. Os dois carros utilizados pelos criminosos estão no local com marcas de tiros.

A Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo foi acionada para realiza perícia no local.

A concessionária Ecoponte, que administra a via, fechou o acesso à ponte para o motorista que sai da região do Fonseca. Um desvio foi feito pelo bairro do Barreto.

Cotidiano