Topo

Após bate-boca com Marina, Dilma diz que "estuda todos os dias"

Dilma é abraçada por crianças durante cerimônia de inauguração de escolas municipais em Belo Horizonte - Roberto Stuckert Filho/PR
Dilma é abraçada por crianças durante cerimônia de inauguração de escolas municipais em Belo Horizonte Imagem: Roberto Stuckert Filho/PR

Rayder Bragon

Do UOL, em Belo Horizonte

23/10/2013 14h07

A uma plateia de formandos do Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) em Belo Horizonte, a presidente Dilma Rousseff disse nesta quarta-feira (23) que, como ocupante do cargo, "tem todos os dias de estudar".

Esta foi a oitava viagem oficial de Dilma a Minas Gerais este ano, o dobro do registrado em 2012. O Estado é reduto político do senador Aécio Neves (PSDB), provável adversário da petista na disputa da Presidência da República, no ano que vem.

"Todos nós, eu, presidenta da República, sou uma pessoa que tenho todos os dias de estudar, não pensem que é mole não. Todos os dias, eu sou obrigada a aprender. Todos os dias, eu tenho que estar aberta para aprender", disse a mandatária, citando isso como um incentivo aos formandos.

Em Minas Gerais, Dilma diz que "estuda todos os dias"

Embora não tenha citado o nome de Marina Silva, a frase dita por Dilma vem na sequencia de embate recente com a ex-senadora. Recentemente Marina Silva se filiou ao PSB, do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, outro provável candidato a sucessão presidencial.

No dia 14 deste mês, em outra viagem a Minas Gerais, Dilma disse que não era hora de "subir no salto" em relação às eleições de 2014, mas "aconselhou" os adversários a "estudar" os problemas do país para apresentar propostas aos eleitores. "Eu passo o dia inteiro fazendo o quê? Governando", disse Dilma.

Em seguida, Marina Silva classificou o governo da petista de “retrocesso” e alfinetou a fala da presidente.

"Difícil são aqueles que acham que não têm mais o que aprender e só conseguem ensinar", disse a ex-senadora a repórteres antes de jantar com Campos, em Pernambuco, no dia seguinte à declaração de Dilma.

Em resposta, via twitter, Dilma postou: "Não acredito naqueles soberbos que julgam que nascem sabendo ou que já aprenderam tudo. Serei sempre uma aluna do mundo", dizia a mensagem, para complementar em outro tuíte: "Acredito que a gente nunca para de aprender, aprendemos sempre, aprendemos com as outras pessoas, aprendemos estudando", dizia outra postagem.

Durante a cerimônia, realizada hoje em uma casa de shows da capital mineira, a presidente encerrou o conselho dizendo aos alunos: “nunca deixem e nunca permitam que [façam com que] vocês acreditem que não haja o que aprender na profissão de vocês”, disse a presidente, que estava acompanhada de quatros ministros no evento.

Dilma voltou a citar os recursos dos royalties do pré-sal como fomentadores de “educação de qualidade” no país. “Isso mudará o país. Para vocês terem uma ideia, o campo de Libra, que foi leiloado na última segunda-feira, só ele traz uma receita estimada, porque eu não tenho como saber o que vai ocorrer em 35 anos, de mais de R$ 1 trilhão”, disse.

A presidente também afirmou que após o pré-sal, os professores terão de ser mais bem remunerados no país.

Elogios a prefeito ligado a Aécio

Em evento do qual participou mais cedo, em bairro da região norte da capital mineira, Dilma fez muitos elogios ao prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), e aliado de Aécio Neves. A presidente disse que Lacerda é um “grande parceiro”.

Dilma participou da inauguração de uma creche construída em parceria com a prefeitura e o governo federal.

"Eu fiquei bastante impressionada com o processo dele também de PPPs [Parcerias Público-Privadas]", disse a presidente.

Dilma ainda disse que a parceria feita pelo socialista com o setor empresarial era “criativa” e que as “boas práticas” sempre têm de ser divulgadas.

Dilma brincou ainda com o prefeito dizendo que se tivesse outro neto, iria providenciar um berço semelhante ao que viu dentro das instalações da creche.

“Uma gracinha de berço, porque se a criança pular dali, ela não cai. Eu vou copiar o seu berço, disse a presidente, dirigindo-se a Lacerda, que a acompanhava no palco montado para o discurso”.

Mais Política