PUBLICIDADE
Topo

CarnaUOL

Samba do Sol: 12 horas de samba e muita dança

Grupo "Samba de Dandara", formado por mulheres - Divulgação
Grupo "Samba de Dandara", formado por mulheres Imagem: Divulgação

Sara Puerta

Colaboração para o UOL, em São Paulo

28/01/2019 07h50

Pedindo licença pelo trocadilho, mas o clima da festa permite: a Casa das Caldeiras "ferveu" neste domingo (27). O tradicional espaço de festas e shows na zona oeste de São Paulo recebeu uma edição especial da festa Samba do Sol, que completa cinco anos em 2019.

Até as 21h, a fila ainda estava imensa para entrar no local, sendo que o evento teve início ao meio-dia, com entrada gratuita.

Com três ambientes e som que ia da mpb ao soul e r&b, passando pelo rap e funk nacional, a festa é famosa por homenagear e resgatar o samba raiz. E dessa vez, duas grandes rodas botaram todas as gerações para dançar.

Marta Nogueira, 64 anos, acompanha sempre o grupo "Samba de Dandara", formado por mulheres, e adorou o clima descontraído. 

"É muita alegria ver gente de todas as idades cantando e dançando esses ´hinos´. E as mulheres estão demais, cada vez mais tocando e comandando as rodas", comenta.

Debora Silva, 33, que veio pela primeira vez à festa, se jogou com o parceiro de dança Roberto André, 55, nos passos de gafieira. Ela estava no tradicional "só vim para dançar!" 

Já Roberto é frequentador assíduo e vai em todas as edições. "Há 11 anos que pratico dança de salão, principalmente gafieira. Passava em frente às escola de dança e achava todos os alunos muitos felizes. Resolvi experimentar e depois disso não parei mais", conta.

Como o clima de Carnaval já está no ar e nas ruas, o glitter e os acessórios fizeram parte do look de quem compareceu à Casa das Caldeiras.

Andressa Faiad, que sempre expõe suas roupas na festa, aposta que os bodies vão continuar em alta neste ano e cada vez com mais brilhos. "O unicórnio, que já foi tão usado nos outros anos, vai continuar nas estampas".

Camila Rodrigues, 38, vem todo domingo na Casa das Caldeiras e o evento deste domingo, para ela, tem o gosto especial de dar o pontapé para o Carnaval. "Para mim, pode ter festa toda semana e samba, principalmente. Mas Carnaval é diferente."

CarnaUOL