Topo

O que se sabe e quais as dúvidas sobre as manchas negras que poluem o NE

O óleo flutua sobre a água da praia dos Artistas e gruda nas pedras próximas à areia - Divulgação/Adema
O óleo flutua sobre a água da praia dos Artistas e gruda nas pedras próximas à areia Imagem: Divulgação/Adema

Carlos Madeiro

Colaboração para o UOL, em Maceió

07/10/2019 19h53

Resumo da notícia

  • Material negro e viscoso tem aparecido em praias do Nordeste há mais de um mês
  • Petrobras e Marinha dizem que material é óleo cru
  • Autoridades investigam de onde surgiu o vazamento
  • Equipes resgatam animais cobertos pela substância; praias foram interditadas

Desde 2 de setembro, o litoral do Nordeste vem sendo atingido por manchas de petróleo que causam uma série de problemas sociais e ambientais, como a interdição de praias e a morte de animais marinhos. As primeira manchas surgiram no litoral do Grande Recife.

Até o momento, 100 toneladas do óleo foram recolhidas das praias, segundo o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles. E a Polícia Federal no Rio Grande do Norte abriu um inquérito para investigar as causas e responsabilidades do vazamento.

Veja o que já se sabe e o que ainda é dúvida sobre o caso:

O que é o material?

Segundo a Petrobras, o material encontrado nas costas é óleo cru, ou seja petróleo bruto, antes de passar pelo processo de refinamento.

A Marinha também analisou o material e chegou a conclusão parecida. "Os resultados [da análise] indicam perfis químicos compatíveis com petróleo cru", afirmou.

Imagens dos trabalhos de remoção do material em alguns pontos mostram a consistência do material: bastante espesso e pegajoso, que lembra o do asfalto quente antes de ser aplicado.

Assista ao trabalho de retirada do petróleo em Aracaju

UOL Notícias

De onde veio esse óleo?

Essa é a principal incógnita até o momento.

O Ibama informou que análise da Petrobras indica que o material é incompatível com aquele produzido no Brasil — o que levanta hipóteses de ter sido despejado por alguma embarcação estrangeira que passava pela costa nordestina.

Quais os locais afetados?

Ainda de acordo com o instituto, são 132 praias afetadas em 62 municípios dos nove estados do Nordeste.

A lista inclui pontos turísticos importantes, como a Praia de Boa Viagem, em Pernambuco, e a Praia do Francês, em Alagoas.

O óleo já afetou animais?

Sim. Até o momento, eles são os principais atingidos pelo vazamento. Ao menos sete tartarugas e uma ave morreram e muitas outras foram resgatadas banhadas de óleo.

Além disso, o derramamento de petróleo põe em risco 600 filhotes de tartarugas marinhas, que nasceram em Sergipe e na Bahia e estão impedidas de ir ao mar.

Como estão sendo realizadas as buscas?

Segundo informou a Marinha ao UOL, a corporação está realizando buscas hoje no litoral de Pernambuco, Alagoas e Sergipe com navios, uma aeronave e equipes de inspeção naval. Também foi feita uma divulgação de aviso aos navegantes, solicitando a informação da identificação de poluição hídrica.

O que o governo tem feito?

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) determinou em um decreto, publicado no sábado (5), investigação sobre as causas e de quem é a responsabilidade sobre o derramamento de óleo que vem atingindo a costa nordestina há um mês.

No despacho, Bolsonaro determinou que sejam apresentados, no prazo de 48h, dados coletados e as providências tomadas sobre o problema ambiental. A investigação deve ser feita pela Polícia Federal, Comando da Marinha, Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) e ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade).

O MPF (Ministério Público Federal) também apura o desastre ambiental.

Mais Meio Ambiente