Topo

Grupo cria califado no Iraque e na Síria; você sabe o que isto significa?

Arte/UOL
Cidades iraquianas sob poder ou ameaça de insurgentes Imagem: Arte/UOL

Do UOL, em São Paulo

30/06/2014 13h27

O grupo rebelde EIIL (Estado Islâmico do Iraque e do Levante) declarou no domingo (29) a criação de um califado na região sob seu controle no Iraque e na Síria. Com o anúncio, os rebeldes sunitas se apresentam como herdeiros de um regime que existiu da época do profeta Maomé até um século atrás. 

O que é um califado?

É uma forma de governo centrada na figura do califa, que seria um sucessor da autoridade política do profeta Maomé, com atribuições de chefe de Estado e líder político do mundo islâmico. O Estado, que seguiria rigorosamente a lei do Islã, compreenderia a região entre o mar Mediterrâneo e o rio Tigre.

Qual é a origem dessa forma de governo?

Depois da morte do profeta Maomé, em 632, seus seguidores concordaram com a criação do califado, que significa sucessão em árabe, como um novo sistema de governo.

O califa é o sucessor do profeta como chefe da nação e líder dos muçulmanos. Ele tem o poder de aplicar a lei islâmica (sharia) na terra do Islã.

A expansão do território do Islã é parte do papel do califado. Em seu apogeu, o Império Otomano abarcava o Oriente Médio e o norte da África, o Cáucaso e partes do leste da Europa.

Por quanto tempo o califado esteve vigente?

Para os muçulmanos mais fervorosos, o califado durou até sua abolição na Turquia, como consequência do desaparecimento do Império Otomano depois da Primeira Guerra Mundial.

No entanto, acredita-se que o califado tenha durado apenas três décadas, durante o governo dos primeiros quatro sucessores de Maomé, conhecidos como os Quatro Califas Bem Guiados ou os Quatro Califas Ortodoxos.

Posteriormente, várias dinastias lutaram pelo poder e governaram os territórios do império. Apesar de os dirigentes destas dinastias adotarem o título de califa, os processos de sucessão foram essencialmente hereditários.

Em março de 1924, o então presidente turco, Mustafa Kemal Atatürk, aboliu constitucionalmente a instituição do califado.

Existem outros movimentos para reviver o califado?

O fundador da Irmandade Muçulmana, Hassan al Bana, considerava o califado um símbolo da unidade islâmica e seu restabelecimento era o objetivo da organização, apesar de afirmar que o califado deveria ser precedido por um acordo de cooperação entre os Estados muçulmanos.

O Hizb ut Tahrir (Partido da Libertação) é um grupo pan-islâmico criado em 1953, que defende a unificação dos países muçulmanos sob um califado.

O califado será reconhecido pelo mundo islâmico? 

Essa é uma iniciativa tomada por uma linha extremamente dura do grupo sunita, e não será reconhecida pelo Irã, ou pelos muçulmanos xiitas, assim como pela Arábia Saudita, que se vê como zeladora dos lugares mais sagrados do Islamismo.

Estados e comunidades muçulmanas moderadas também rejeitam esse movimento, e todos os governos da região veem o auto-declarado "Estado Islâmico" como uma ameaça.

A proclamação do califado representa um risco para a região?

O maior perigo que o califado apresenta é aos países vizinhos da Síria e do Iraque, como Líbano, Jordânia, e Arábia Saudita. O risco para países muçulmanos sunitas é mais interno que externo, caso grupos locais decidam se juntar aos rebeldes e começar a confrontar autoridades.

O Irã não está sob risco direto por ser uma grande potência militar xiita na região e capaz de deter qualquer ameaça territorial, mas verá a ascensão de um grupo sunita fundamentalista como o EIIL como uma ameaça ao seu poder regional e esfera de influência. (Com agências internacionais)

Entenda a violência no Iraque

  • O que está acontecendo?

    Desde que as tropas americanas saíram do Iraque, em 2011, o grupo islâmico EI vem rapidamente ocupando cidades do país. Desde junho, já tomou Mosul, segunda maior cidade e bastião da resistência à ocupação dos EUA e aliados, e partes de Tikrit, cidade de Saddam Hussein próxima da capital Bagdá

  • Quem está atacando?

    O EI (Estado Islâmico), um grupo islamita sunita que surgiu da união de diversos grupos que lutaram contra a ocupação do Iraque pelos EUA e que recentemente criou um califado nas áreas sob o seu controle no Iraque e no Levante (parte de Síria e Líbano). Seu principal líder foi Al-Zarqawi, morto em 2006. Hoje a liderança tem vários nomes, mas o principal é Al-Baghdadi

  • O que é um califado?

    É uma forma de governo centrada na figura do califa, que seria um sucessor da autoridade política do profeta Maomé, com atribuições de chefe de Estado e líder político do mundo islâmico. O Estado, que seguiria rigorosamente a lei do Islã, compreenderia a região entre o mar Mediterrâneo e o rio Tigre

  • Qual a força do EI?

    O grupo, que recebe grandes doações ocultas de dinheiro, tem milhares de militantes, inclusive "jihadistas" americanos e europeus, e se aproveita da disputa entre o governo de Maliki, apoiado pelos xiitas, e a minoria sunita para conquistar espaço. Acredita-se que seja patrocinado por governos da região. Embora seja considerado um braço da Al-Qaeda, se rebelou e foi expulso pelo líder Al-Zawahiri

  • Qual o papel dos EUA?

    Alegando risco de genocídio, o presidente dos EUA, Barack Obama, determinou o bombardeio de áreas controladas pelos militantes do EI no norte do país. Os EUA também estão fornecendo armas e munição aos curdos para que combatam o movimento

  • Quem está na mira do EI?

    Cerca de 50 mil membros da minoria yazidi, que estão isolados em montanhas no noroeste do Iraque, sem comida nem água, depois de terem fugido de suas casas, e cristãos, que chegaram a ser crucificados. Mulheres tem sido forçadas a se submeter à mutilação genital e usar véus cobrindo o corpo inteiro

  • O Iraque pode se dividir?

    Apesar de o governo central de Bagdá ainda controlar oficialmente as províncias do país, é possível que haja a fragmentação em ao menos três territórios. Isso porque a divisão do Iraque entre árabes sunitas, xiitas e curdos já está bem avançada

Mais sobre a violência no Iraque

  • Reuters

    Novo governo

    Grupo cria califado no Iraque e na Síria; você sabe o que isto significa?

  • Reprodução/Daily Mail

    Al-Baghdadi

    Quem é o misterioso líder do EIIL e novo "califa" jihadista?

  • Reuters

    Entenda a ligação

    O que a Síria tem a ver com o conflito no Iraque?

  • Divulgação

    Alencastro

    Sunitas são mais radicais que todos outros jihadistas

  • The Guardian

    Cohen

    Mesmo que Obama quisesse intervir, EUA estão cansados de guerra

  • Divulgação

    Friedman

    Tomada de Mossul ressalta guerra de ideias e visões de mundo