Topo

CarnaUOL

Salvador


Gloria Groove fala de diversidade e avisa: "Não estou fantasiado de mulher"

Silva e Gloria Groove cantaram no trio de Daniela Mercury - Felipe Pinheiro/UOL
Silva e Gloria Groove cantaram no trio de Daniela Mercury Imagem: Felipe Pinheiro/UOL

Felipe Pinheiro

Do UOL, em Salvador

05/03/2019 03h38

Gloria Groove, que subiu hoje ao trio de Daniela Mercury, no Carnaval de Salvador, comemorou a diversidade e a conquista de novos públicos.

Ela reconheceu, entretanto, que ainda se faz necessário avanços para uma melhor compreensão do que é o seu trabalho: "Falta entendimento do que se trata a arte de ser uma drag queen, que é o meu caso. Isso se mistura e no Brasil leva a gente a ver vário tipos de cross-dressing nas ruas". 

Ela ainda completou: "Isso me anima porque é algo que se ressignificou depois que as drag queens e os LGBTs trouxeram esse novo senso do que é a diversidade. Hoje as pessoas conseguem se aproximar mais da causa por conta de trabalhos como o meu. Isso não tem preço".

Personagem de Daniel Garcia, Groove chamou a atenção para algo que considera problemático. "Temos que entender que mulher não é fantasia, índio não é fantasia, nega maluca não é fantasia. Partindo desse princípio, entendemos que o que eu faço é uma instalação artística. Não estou me fantasiando de mulher e não me sinto como mulher".

Ela ainda festejou o fato de estar no mesmo trio de Daniela, que também levou o cantor Silva para seu bloco do Crocodilo.

"Eu nem sempre fui uma drag queen, mas sempre fui um menino gay efeminado. Artistas como a Daniela elucidam questões que a gente está levando adiante. Ela abre espaço para inúmeras discussões importantes, além de a gente celebrar a nossa cultura", disse. 

Em 2018, Groove se apresentou na folia baiana no trio de Pabllo Vittar, que também desfilou neste ano. Ela explica por que não repetiu a parceria. "Estava na hora de explorar algum outro rolê. Fora que a Daniela também divide com a gente essa narrativa LGBTQ que é tão importante. Quanto mais espaços eu conseguir ocupar, melhor."

Bloco das Gloriosas em SP

Groove estreou seu Bloco das Gloriosas no Carnaval de rua de São Paulo, na região da República, no centro. Ela admitiu ter sido difícil controlar a preocupação para que tudo corresse bem.

"Puxar um trio não é brincadeira. É muito sério e não se parece nem um pouco com um show. São outras problemáticas e outras soluções. Eu estava preocupada o tempo todo", afirmou.

Mais Salvador