Clique Ciência: É verdade que as unhas já estão mortas quando nascem?

Cintia Baio

Colaboração para o UOL

  • Getty Images

Assim como o cabelo, as unhas são feitas basicamente de células mortas. É por isso que não sentimos dor ao cortá-las. Funciona assim: a área responsável por produzir as células que darão origem às unhas se chama matriz germinativa e fica bem próxima da cutícula. Essas células são produzidas constantemente mas, assim que deixam a matriz, morrem.

Para "liberar espaço", as novas células vão sempre empurrando as suas companheiras mortas para frente, formando a lúnula, que é aquela parte mais branca da unha em formato de meia-lua —e que é mais fácil de ser vista nos polegares. A cor branca é porque, embora já mortas, as células que estão nessa área ainda são novas.

Enquanto são empurradas até a ponta do dedo, as células mortas ganham queratina e outras proteínas, que fortalecem a unha e dão aquele aspecto de lâmina.

E qual a função dessas células mortas?

A principal função das unhas é proteger as extremidades dos dedos das mãos e dos pés. Mas também ajudam a pegar objetos e fazer tarefas com mais precisão. E, é claro, são peça-chave na tarefa de coçar. Assim como alguns animais, nossos ancestrais a usavam como garras para atacar e se defender dos perigos.

Mas o tempo foi passando e elas acabaram ficando mais finas e deixando de ser "garras" para se tornarem importantes instrumentos para a manipulação de objetos e para tarefas que exigem precisão.

Getty Images/iStockphoto

Veja outras 7 curiosidades sobre o tema:

- Quanto elas crescem por mês?

Ainda não se sabe o motivo, mas é verdade que as unhas das mãos crescem mais depressa. Por mês, elas ganham cerca de 3 milímetros nos dedos da mão e 1 milímetro nos dos pés.

- Quanto tempo leva para que as unhas se renovem?

Se você perder a unha por conta de uma lesão, levará de quatro a seis meses para elas se renovarem. Agora, se a unha for do pé, isso pode levar até um ano e meio.

- É verdade que elas crescem mais durante o dia?

Ainda não se sabe o motivo, mas, de acordo com a Academia Americana de Dermatologia, as unhas crescem mais rápido em seus dedos maiores e em sua mão direita, se você é destro (e na esquerda, se canhoto), durante o dia e no verão.

- Para que serve a cutícula?

A cutícula serve para proteger a matriz da unha contra fungos e outras infecções. Por isso, é preciso maneirar na hora de retirá-la.

- Sabe o que é onicofagia?

É o nome técnico dado ao ato de roer unhas compulsivamente. Entre 20% e 30% da população mundial faz isso. Os motivos ainda são variados, mas estão ligados, principalmente, à ansiedade, ao estresse e ao nervosismo.

Segundo a Academia Americana de Dermatologia, as infecções bacterianas causadas pelo hábito de roer as unhas são um dos problemas mais comuns. Uma destas, a paroníquia, é uma infecção da pele que aparece ao redor das unhas. É dolorosa e, em casos mais graves, pode exigir uma intervenção cirúrgica.

- O que são aquelas linhas brancas que aparecem na unha?

O nome formal desta descoloração é punctata leuconíquia. Há vários mitos sobre sua causa, mas, a verdade é que essas linhas indicam que, mesmo sem ter percebido, você deve ter batido a unha em algum lugar e ela sofreu um pequeno trauma. A batida perturbou o processo de produção da unha e como resultado formou-se uma linha ou mancha branca. À medida que ela cresce, a linha move-se para a ponta dos dedos.

Além disso, pode indicar uma infecção de fungos nas unhas. Isso porque, quando seu corpo "luta" contra alguma doença, ele muda as prioridades, como nos manter vivos. Por isso, as linhas mostram que há uma pausa temporária na produção das células.

Agora, se tiver linhas brancas paralelas às pontas de todas as unhas, você tem a Linhas de Mee, um sinal de que foi envenenado por chumbo ou arsênico. As linhas são depósito de chumbo ou arsênico. Costumam aparecer dois meses após a contaminação.

- Mudanças na estrutura da unha podem significar alguma doença?

As alterações na cor da unha, assim como de sua espessura, formato e presença de descolamento são exemplos de mudanças na estrutura da unha que podem indicar desde micose, infecções por bactérias, psoríase da unha, carências nutricionais como falta de ferro e disfunções na glândula tireoide como também doenças pulmonares como o enfisema, entre outras causas.

- Por que a micose é mais comum nas unhas do pé?

Porque os fungos crescem em lugares úmidos e quentes, bem parecidos com o ambiente interno do sapato. Costumam se alimentar da queratina das unhas.

- Por que a unha encrava?

Quando cortamos a unha de maneira incorreta, a ponta pode se afundar na pele, causando as feridas conhecidas como unha encravada.

Especialista e fontes consultadas: Cristhine Kamamoto, dermatologista do Check-up do Fleury Medicina e Saúde; Sociedade Brasileira de Dermatologia e Academia Americana de Dermatologia.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos