PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Militares revistam Bangu 3 em busca de armas, drogas e celulares

Luis Kawaguti

Do UOL, no Rio

27/03/2018 11h20

Militares do Exército participam nesta terça-feira (27) de operação de revista na penitenciária Gabriel Ferreira Castilho, conhecida como Bangu 3, na zona oeste do Rio de Janeiro. Segundo o Comando Conjunto da intervenção federal, 220 militares participam da ação. Eles têm o apoio de cerca de 100 agentes penitenciários.

Os militares não têm contato com os presos durante a operação. Os detentos são mantidos em alas separadas de onde ocorre a revista.

Com as celas vazias, os militares usam detectores de metais para tentar encontrar armas e celulares escondidos. Eles também vasculham o local à procura de drogas.

Veja também:

As revistas em presídios fazem parte da estratégia do Gabinete de Intervenção Federal para tentar solucionar a crise de segurança no Rio. As buscas tentam encontrar celulares e dificultar a comunicação entre membros do crime organizado com seus comparsas em liberdade.

A ação de "pente fino" acontece em paralelo nesta terça-feira à realização de uma operação de grandes proporções das Forças Armadas no complexo de favelas do Lins, na zona norte carioca. Segundo o Comando Conjunto, 3.400 militares apoiados por policiais civis e militares cercaram a região para tentar prender suspeitos e apreender armas e drogas.

Também nesta terça-feira tropas das Forças Armadas começaram a reforçar o patrulhamento de rua nas zonas sul, norte e central da capital fluminense. Porém, sua presença não é massiva. Elas só podem ser vista em pontos específicos da cidade.

Cotidiano