Número de telefone "da morte" é "suspenso" após três donos morrerem

Do UOL Tabloide*

Em São Paulo

  • Shutterstock

    Você acredita em números de telefone "amaldiçoados"?

    Você acredita em números de telefone "amaldiçoados"?

Uma companhia telefônica da Bulgária resolveu descontinuar o número de telefone 0888 888 888 depois de três de seus ex-donos terem morrido prematuramente na última década.

O primeiro dono do "número especial" foi Vladimir Grashnov, CEO da companhia telefônica búlgara em questão. Ele morreu de câncer em 2001, com 48 anos.

Apesar de um registro de negócios impecável, houve rumores de que seu câncer tenha sido causado por um rival de negócios que usou envenenamento radioativo.

O número então passou para o chefe da máfia búlgara Konstantin Dimitrov. O chefão foi morto a tiros em 2003, com 31 anos, por um assassino solitário na Holanda, enquanto estava jantando com uma modelo. Aparentemente estava com o celular quando morreu.

O telefone azarado então passou a Konstantin Dishliev, suspeito de envolvimento com o tráfico de cocaína - ele foi baleado em frente a um restaurante indiano em 2005, em Sófia, capital búlgara.

Desde a morte de Dishliev, havia-se pensado que o número estava inativo, porém a polícia o manteve ligado para investigar o assassinato do traficante e suas ligações com o tráfico de drogas.

Mas agora a companhia telefônica achou por bem suspender o número. Caso alguém ligue para 0888 888 888 ouve a mensagem gravada: "fora da área de cobertura".

"Nós não temos nenhum comentário a fazer. Nós não vamos discutir números individuais", disse um porta-voz da empresa, que não confirmou a suspensão.

*Com informações do site Metro.co.uk

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos