Americano diz que foi baleado por seu próprio cachorro

Do UOL, em São Paulo

  • Joe Sutter/The Messenger via AP

    Policial investigam acidente com arma em Fort Dodge, em Iowa (EUA)

    Policial investigam acidente com arma em Fort Dodge, em Iowa (EUA)

Com um amigo assim, quem precisa de inimigos. Um americano, morador de Fort Dodge, em Iowa (EUA), afirmou que foi baleado por seu cachorro quando estavam brincando, na semana passada.

Richard Remme, de 51 anos, contou à polícia que brincava com Balew, uma mistura de pitbull e labrador, no sofá de casa, quando tirou o cachorro de seu colo. Quando o animal pulou de volta, caiu sobre uma pistola 9m mm, de alguma maneira, a disparando.

O tiro atingiu uma das pernas de Remme. O americano foi levado a um hospital e recebeu alta no dia seguinte. A bala continua alojada em sua perna e é possível que ele tenha de passar por uma cirurgia.

Segundo o chefe da polícia de Fort Dodge, Roger Porter, a história é plausível. Ele contou que os investigadores encontraram Remme sozinho, em casa, com seu cachorro. 

"Nunca ouvi falar de nada parecido. Já vi armas caírem no chão e dispararem e pessoas que brincam com pistolas e são baleadas. Agora, cachorro atirar em alguém eu ainda não tinha visto na minha vida", contou o policial. 

Remme possui licença para portar armas e não vai responder processo por causa do incidente. Segundo ele, o cachorro ficou chateado depois de ter disparado a arma.

"O cachorro é medroso. O pobrezinho se deitou do meu lado e chorou porque achou que estava encrencado por ter feito algo errado. Ele tem medo do escuro e medo de água", disse. (Com AP)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos