PUBLICIDADE
Topo

Homem volta do mundo dos mortos e mulher manda ele continuar lá

Renata (esq.) e o morto-vivo Faber (à direita) - Reprodução/Orange News
Renata (esq.) e o morto-vivo Faber (à direita) Imagem: Reprodução/Orange News

Do UOL, em São Paulo

02/01/2013 08h19Atualizada em 02/01/2013 08h27

Um homem declarado morto há 19 anos reapareceu e provocou a ira da família. Igor Faber, 47, foi encontrado em dezembro passado em um abrigo para moradores de rua em Praga, na República Tcheca, durante uma checagem de rotina por pessoas desaparecidas.

Ele desapareceu em 1993 depois de sair de casa dizendo que ia fazer uma caminhada nas montanhas Tatra, perto de sua antiga casa na cidade de Poprad, na Eslováquia.

Após meses de buscas pelo local, a equipe de resgates disse à família que, como ele não fora encontrado, era presumido de que estivesse morto.

Mas a mulher Renata e os dois filhos não sabiam que, na verdade, Faber tinha resolvido sair de casa para começar uma nova vida.

"Ele estava achando a vida em família muito difícil e queria começar de novo. Nem sequer pensou na mulher e nos filhos", disse um amigo da família.
Após saber disso, Renata se recusou a recebê-lo de volta.

"Como eu posso aceitá-lo de volta depois desse tempo todo? A vida seguiu em frente. As crianças têm um novo pai e eu tenho um novo marido", disse ela. "Se ele não se incomodou em nos procurar então eu não tenho motivos para mudar minha vida novamente. Ele não nos quis naquela época, então agora nós é que não o queremos de volta".

Tabloide